Pesquisa acadêmica vai mapear os hábitos de mídia das mulheres do agro

 

Uma nova pesquisa digital vai traçar o perfil das mulheres do agronegócio em relação aos hábitos de consumo de mídia. Lançada em março, em comemoração ao mês da mulher, a pesquisa foi elaborada para fins acadêmicos e será utilizada no trabalho de conclusão do curso de MBA em Agronegócios da Esalq/USP pela jornalista Lilian Munhoz, sob orientação da economista Juliana Chini, mestre em gestão internacional e líder de inteligência de marketing da @tech.

 

A pesquisa traz perguntas sobre os hábitos das mulheres que atuam no agronegócio em relação à forma de se comunicar na internet, nas redes sociais, como utilizam os veículos de comunicação para estarem atualizadas, o que consomem via internet, entre outros. “O objetivo é mapear o perfil de produtoras rurais e profissionais que atuam nas mais diversas áreas do agronegócio, conhecer suas preferências e desenvolver conclusões a respeito de como se comunicam e se informam nos dias de hoje”, explica Lilian Munhoz, que também é editora e apresentadora da TV Terraviva, canal de agronegócios do Grupo Bandeirantes.

 

Pesquisas que destacam o aumento da participação de mulheres no agronegócio têm crescido a cada ano, mas o tema ainda é inédito.

 

As pesquisas mais recentes são de 2017, que destacam o aumento da participação das mulheres em cargos de gestão e planejamento nas propriedades, mas ainda não há pesquisas que façam uma abrangência sobre os hábitos digitais delas. Além disso, nos dias de hoje, as novas tecnologias mudam constantemente, sendo necessária uma atualização frequente sobre a utilização das novas ferramentas digitais.

 

A pesquisa pode ser respondida por todas as mulheres acima de 18 anos que atuam com qualquer área relacionada ao agronegócio (Produção Rural, Comunicação, Marketing, Insumos, Logística, Advocacia, Governo, Ensino e Pesquisa, entre outras). São 28 questões de múltipla escolha e duas descritivas. A pesquisa vai estar disponível até o final de julho. Os dados serão divulgados no trabalho de conclusão de curso da jornalista no final de 2019.

Participe!

Para ter acesso às perguntas e participar da pesquisa “Hábitos de Consumo de Mídia das Mulheres do Agronegócio”, clique aqui: http://bit.ly/2IZDfw5.

JBS adquire Imperial Wagyu Beef nos EUA

 

A JBS USA, subsidiária integral da brasileira JBS, fechou na semana passada a aquisição da Imperial American Wagyu Beef, especializada na produção de bovinos da raça de origem japonesa Wagyu. O valor da transação não foi divulgado.

A aquisição inclui o material genético e reprodutores. Essa é a segunda aposta da JBS na raça. A empresa já trabalha na Austrália com o gado wagyu, conhecido pela carne de alta qualidade e preço elevado.

“É um negócio pequeno que vai nos permitir expandir essa marca”, disse Cameron Bruett, diretor de assuntos corporativos da JBS USA, em entrevista a jornalistas brasileiros na sede da JBS USA, em Greeley, Colorado.

Os animais da raça serão processados no abatedouro da JBS em Omaha, no Estado americano do Nebraska. O carne é minimamente processada e os alimentais seguem uma dieta vegetariana. O gado é vacinado, não recebe hormônios nem antibióticos. “É uma raça diferenciada”, acrescentou.

Fonte: Valor Econômico

 

Não perca!

Mais uma oportunidade de adquirir o melhor da genética Wagyu provenientes da seleção Kobe Premium. Dê seu pré-lance e garanta 5% de desconto. Confira todos os lotes ofertados no leilão aqui.

 

 

Livro pioneiro sobre Mulheres do Agronegócio será lançado em outubro no 4º CNMA

Em sequência: Ticiane Figueirêdo, Roberta Páffaro, Andréa Cordeiro e Mariely Biff.

 

Engajadas, participativas e inovadoras. Essas são algumas das características das mulheres do agronegócio nos dias de hoje. Cada vez mais, elas vêm ganhando espaço dentro das mais diversas áreas dentro e fora da porteira e exercem suas atividades com competência e maestria. E a novidade é que a história dessas mulheres vai virar livro!

 

Inspiradas por experiências de superação e liderança de mulheres do agronegócio de norte a sul do Brasil, um grupo formado por outras quatro mulheres do agronegócio resolveu escrever um livro retratando histórias de agricultoras, pecuaristas, profissionais da agroindústria, da política, da comunicação, entre outras, que venceram obstáculos e têm muito a compartilhar e ensinar.

 

“O livro é pioneiro no setor e pretende abordar, de forma didática, sem perder o aprofundamento técnico, importantes temas relacionados ao agronegócio e como as lideranças femininas do setor enfrentaram as dificuldades durante a sua trajetória de sucesso”, afirma a advogada Ticiane Figueiredo, umas das co-autoras.

 

“Queremos alcançar mulheres de todo país para que se sintam apoiadas e inspiradas por tantas histórias incríveis”, afirma a jornalista Roberta Páffaro, Diretora de Desenvolvimento de Mercado para a América Latina do CME Group, também co-autora. https://www.mfrural.com.br/produtos.aspx

 

 

 

 

O livro será lançado durante a 4ª edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio (CNMA), que vai acontecer nos dias 8 e 9 de outubro no Transamérica Expo, em São Paulo. Recentemente, as autoras fecharam parceria com a Editora Letramento (www.grupoeditorialletramento.com) que rapidamente se interessou pela publicação.

 

“Estamos muito felizes com os primeiros resultados do livro. Já temos a editora e o local de lançamento. Tudo isso é prova de que as mulheres do agronegócio vêm conquistando um espaço inédito no país, mas sabemos que os desafios ainda são grandes”, afirma a co-autora Andrea Cordeiro, Diretora Comercial do Grupo Labhoro e fundadora do blog Mulheres do Agronegócio Brasil.

 

Além de inspirar outras mulheres, as autoras querem que o livro também seja lido por homens. “Para que conheçam histórias de superação feminina no agro e possam tornar o ambiente de trabalho cada dia mais harmonioso e em igualdade”, complementa a administradora Mariely Biff, consultora em sucessão familiar, também co-autora.

 

Em breve, serão divulgadas mais informações sobre os capítulos e as personagens do livro. Aguarde!

 

Saiba mais sobre as autoras:

Ticiane Figueirêdo
Bacharel em Direito (USF), Especialista em Direito Civil (Mackenzie), com MBA em Agronegócios (ESALQ/USP), é Advogada e Gestora de Equipe na área do Consultivo estratégico do Agronegócio (Barter e contratos) na FLC Assessoria Jurídica Empresarial e Co-fundadora Agro Carreira;

 

Roberta Páffaro
Graduada em Jornalismo (PUC), MBA em Economia (FIA/USP), cursa MBA em Agronegócios (ESALQ/USP) e é Diretora de Desenvolvimento de Mercado para a América Latina do CME Group.

 

Andréa Cordeiro
Bacharel em Direito (UNIVALI), cursa MBA em Agronegócios (ESALQ/USP), é Diretora Comercial do Grupo Labhoro, idealizadora do Missão Mulheres do Agro EUA e Argentina e fundadora do blog Mulheres do Agronegócio Brasil.

 

Mariely Biff
Graduada em Administração em Agronegócios (UNED), especialista em Gestão Empresarial (UNED), possui MBA em Agronegócios (ESALQ/USP), é instrutora de cursos Agro Carreira e consultora em Sucessão Familiar para produtores e empresas do Agronegócio.