Tudo o que você precisa saber sobre a raça de gado Angus

Tudo o que você precisa saber sobre a raça de gado Angus

 

Você conhece a raça de gado Angus? Esta é uma das raças bovinas mais procuradas no mundo, por conta da sua capacidade de produção de carnes de alta qualidade.

 

Então, se você tem dúvidas sobre a raça de gado Angus, ou quer trazer alguma para fazer parte do seu rebanho, este post vai ajudar você a entender tudo sobre ela!

 

Confira!

 

  • A história desta raça;
  • Diferenças entre Aberdeen Angus e Red Angus;
  • Características desta raça;
  • Algumas dificuldades do Angus.

 

A História da raça de gado Angus

 

raça de gado Angus é britânica, mais especificamente, escocesa.

 

Aberdeen Angus, é o resultado do cruzamento das duas linhagens que trazem o seu nome, tendo o seu primeiro registro por volta dos anos de 1860. De lá para cá, a genética se disseminou por todo o mundo, inclusive o Brasil. Outros países de destaque na produção do Angus são os Estados Unidos, Canadá e a Nova Zelândia.

 

 

Especificamente no Brasil, o Angus apareceu por volta de 1906, através da área do Bagé, no sul do Rio Grande do Sul. Aqui, o Angus fez um cruzamento com o touro uruguaio Menelik.

 

Desde os seus primórdios, até hoje, o Angus mantém as características de ter uma carne muito macia e saborosa, sendo bem procurada em 2020. Por isso, tem muito mercado e, graças à facilidade da região de sul de promover um clima mais compatível com o natural da raça, acabou se tornando uma raça bem popular por todo o Brasil.

 

 

Diferenças entre Aberdeen Angus e Red Angus

 

Uma dúvida muito comum em relação a quem está conhecendo a raça de gado Angus é em relação aos dois tipos de raça mais comum: o Aberdeen Angus e o Red Angus. A verdade, é não existe praticamente nenhuma diferença entre ambos, e fazem parte do mesmo grupo, Aberdeen.

 

A cor vermelha é o que acaba gerando certa dúvida em relação ao tipo do animal. Este é um gene recessivo, o significa que é possível que uma vaca e touro pretos gerem um bovino avermelhado. Portanto, apesar desta diferença nos nomes, ambos fazem parte da mesma raça de gado Angus.

 

Vacas Angus com uma Red Angus no meio
O Red Angus é a característica de um gene recessivo

 

 

As principais características das fêmeas da raça de gado Angus

 

Caso você busque conhecer mais sobre esta raça, existem diversas vantagens e características que fazem dela um excelente investimento para os produtores. Vamos ver algumas das principais.

 

Primeiramente, o Angus apresenta uma raça com fêmeas bem férteis e com uma ótima vida longa. É claro que é importante ter novilhos precoces e pesados, mas também é interessante ter fêmeas de reprodução com boas características, de modo a permitir uma eficiência maior na pecuária.

 

Este é um dos motivos pelos quais a raça Angus é tão procurada, visto que apresentam uma alta capacidade materna. Isso significa que os prazos entre partos são mais curtos e que as respostas na produção são positivas.

 

Evidentemente, isso apresenta um grande benefício econômico para os produtores, que conseguem mais bezerros por hectare.

 

Além disso, o parto também tende a ser mais simples. É gerado um terneiro de porte médio, não muito pesado, fazendo com que o ventre não apresente um grande desgaste. É mais um motivo pelo qual o próximo parto é mais simples.

 

 

As características gerais da raça Angus

 

Em um ponto de vista mais geral, sem focar exclusivamente nas fêmeas, existem algumas características da raça de gado Angus que são bem interessantes.

 

Primeiramente, a raça de gado Angus é precoce, permitindo que o novilho seja abatido ainda jovem. Isso é uma característica cada vez mais importante, por conta das demandas do mercado.

 

Para complementar, apesar de ter uma carne macia e saborosa, é um animal bem rústico, que pode se adaptar a diferentes climas, além de ter uma boa resistência a enfermidades e uma boa capacidade de adaptação às condições do campo.

 

Contudo, provavelmente a característica mais importante da raça de gado Angus é ter uma carne saborosa e de qualidade. Afinal, é isso que garante a sua procura e que traz o retorno para o produtor.

 

carne da raça de gado Angus tem de 3 mm a 6 mm de elemento gorduroso, o que significa que manter o sabor e a maciez. Além disso, a gordura é bem distribuída, inclusive pelas partes magras.

 

Por conta desta característica, a carne tem uma maciez e sabor, praticamente em qualquer tipo de corte.

 

 

Dificuldades da Angus

 

Por fim, antes de decidir se vale a pena ou não investir em raça de gado Angus para sua produção, é preciso se atentar a algumas dificuldades. Felizmente, são poucas e possíveis de serem contornadas.

 

Como dito acima e de acordo com a sua história, a região sul do país é a ideal para a criação da raça de gado Angus. Enquanto consegue se adaptar a outras regiões, climas e solos, podem ser necessários alguns cuidados a mais.

 

Porém, a maior dificuldade da raça é na própria comercialização. De acordo com uma pesquisa feita com alguns produtores da Associação Brasileira de Angus, a questão comercial é o maior problema.

 

Isso significa que é preciso correr do Angus? Não. Os executivos da Associação Brasileira acreditam que isso parte de uma dificuldade do produtor em gerenciar as vendas, e não necessariamente de uma falta de interesse do mercado, afinal, é para isso que existe a pesquisa.

 

A raça de gado angus não apresenta nenhuma grande diferença em relação aos outros tipos de gado. A gestão do rebanho, as condições de venda e a eficiência na produção são questões importantes para qualquer produtor que quer se manter à frente do mercado.

 

Portanto, se você está considerando adotar o Angus como parte do seu rebanho ou quer saber mais sobre esta raça, é interessante estudar muito bem o assunto. Converse com outros produtores, tire suas dúvidas com a Associação Brasileira de Angus e faça de tudo para entender se o investimento irá realmente valer a pena.

 

E se você já trabalha com esta raça, deixe o seu depoimento. Ela vale a pena? Quais são suas dificuldades? Tem alguma dica para quem está começando?

 

Caso queira ficar por dentro de tudo sobre o mundo da pecuária, confira o blog da revista MF Rural.

 

Related Post