Segundo o CNA a agricultura brasileira pode bater recordes em 2020

Segundo o CNA a agricultura brasileira pode bater recordes em 2020

As notícias sobre as previsões são animadoras para o setor da agropecuária neste ano de 2020, e a expectativa de atingir alguns recordes será puxada principalmente pelas produções de milho e de soja.

A Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) está projetando um crescimento de até 9,9% neste ano. Ou seja, o VBP (Valor Bruto da Produção), que mede a produção nas propriedades, pode superar os R$638,8 bilhões movimentados no ano passado e deve chegar aos R$702,2 bilhões em 2020.

No setor agrícola o crescimento estimado é de até 10,7%, o que representará um valor de crescimento de R$ 42,2 bilhões.

Principais influências para o setor bater os recordes em 2020

Segundo a meteorologia, o clima será um dos fatores que vai colaborar para que a agricultura brasileira consiga atingir esses números expressivos.

Os estudos apontam que para esse ano o país não sofrerá com a influência dos fenômenos naturais anormais como o El Niño e a La Niña, o que favorecerá o cultivo e irá aumentar a produção e reduzir a perda de produções.

Leia aqui em nosso blog sobre qual a diferença entre o clima e o tempo e quais são as suas influências nas rotinas do agronegócio.

A soja terá um incremento importante de cerca de 2% na área prevista para ser cultivada, o que culminará em um aumento de até 5% no volume que será produzido.

Homem segurando soja na mão em cima de uma carreta
A soja deve alavancar a agricultura brasileira em 2020

Para o milho, a expectativa é de que o volume da produção possa ultrapassar as 26 milhões de toneladas.

Você sabia que o Brasil já ultrapassou os Estados Unidos na exportação de milho? Leia aqui na nossa MF Magazine.

Outros cultivos que podem aumentar também

Outros cultivos que podem ter um crescimento, embora menos exponencial que os já citados aqui no texto, são: café e açúcar.

O café conilon deve ter um crescimento de 2% em relação ao volume que foi colhido em 2019. Já a variedade arábica, se confirmada as condições meteorológica esperadas, pode ter um aumento na sua produção.

Para o a açúcar, é vislumbrado um aumento gradual no preço. Embora esteja em déficit no balanço mundial, o aumento na produção do adoçante deve ser 1% enquanto pode haver uma queda de 2% para a produção de etanol.

Há também uma expectativa de crescimento para o setor de hortifrúti, devida principalmente ao investimento em novas tecnologias para o manejo, cultivo e colheita.

Podem estagnar ou ter redução

Devido a redução dos preços em todo o mundo a produção de algodão deve ser menor que a da safra passada.

O feijão também pode passar por uma redução na área de plantio, o que pode ser motivado em função da concorrência com a soja. Essa diminuição pode chegar até a 2%. Já as variedades de feijão como o mungo, o azuki e o fradinho podem ter aumento na participação da área produzida. O mesmo pode ocorrer com o grão-de-bico.

Outro cultivo que pode passar uma redução na área é o arroz que vem enfrentando uma crise no setor.

Confira também quais são as expectativas para o preço do boi gordo em 2020.