Entenda os critérios para desmama de bezerras leiteiras

Entenda os critérios para desmama de bezerras leiteiras

 

A criação de um bom gado leiteiro depende de boas condições de tratamento do animal, desde o nascimento, desmame saudável, cuidados com a bezerra jovem.

 

O manejo adequado das bezerras jovens irá transformá-las em boas vacas leiteiras, saudáveis e produtivas. Quando não existe essa preocupação, é evidente o aumento do índice de mortalidade e de doenças que afetam todo o rebanho.

 

No que se refere ao desmame das bezerras é muito comum aos produtores observarem apenas o quesito idade, geralmente entre 1 a 3 meses de vida, esta, no entanto, não é a forma ideal.

 

Dependendo de como tenha sido o manejo até esta fase, é possível que o animal ainda não consiga ingerir a quantidade de alimentos e nutrientes necessários, da forma sólida, ficando consequentemente subnutridos, o que provocaria doenças e até a morte.

 

Desmamar avaliando pura e simplesmente o fator idade, na ânsia de aumentar a produção, pode surtir um efeito totalmente oposto ao esperado e provocar sérias consequências no rebanho.

 

Então, antes de proceder com o desmame é importante atentar-se se o animal está apto a se alimentar e obter nutrientes a partir de outras fontes.

 

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e acompanhe nossa revista eletrônica

 

 

Então, quais os critérios para realizar a desmama das bezerras?

 

Para realizar um bom desmame de animais é necessário ter como critérios, essencialmente, o consumo de alimentos sólidos e o peso.

 

Os especialistas afirmam que até 28º ou 30º posterior ao nascimento, o leite, é o melhor e essencial alimento para as bezerras, por seu alto valor nutricional e facilidade na digestão.

 

Quer dizer que após este período as bezerras já devem ser desmamadas? Como já dissemos, é imprescindível se certificar que as mesmas já conseguem se alimentar com alimentos sólidos e, vale lembrar que, geralmente, nesse período as fêmeas ainda apresentam grande dificuldade na ingestão desses alimentos.

 

Desta forma, podemos afirmar também que quanto mais cedo se estimula e se inicia o consumo de alimentos sólidos mais cedo elas podem ser desmamadas, de forma segura.

 

Bezerra jovem desmamada
O objetivo do desmame na produção leiteira é fazer com que a bezerra inicie o quanto antes seu desenvolvimento

 

Isso se deve ao fato de que quando passa pelo rúmen o alimento concentrado sofre uma fermentação e os gases que são liberados são fundamentais para o desenvolvimento dos órgãos chamados de pré-estômagos.

 

Se estes órgãos estão bem desenvolvidos as bezerras conseguem aproveitar os nutrientes dos alimentam sólidos e já podem se manter sem o leite.

 

 

Quais os benefícios da desmama precoce?

 

Quando os pré-estômagos estão desenvolvidos e operantes as bezerras passam a ser chamadas de ruminantes.

 

Este é o grande objetivo do produtor, visto que, o desmama precoce proporciona inúmeras vantagens como a redução no custo da alimentação, redução de tempo com mão de obra para o fornecimento de leite aos bezerros e diminuição de distúrbios gastrointestinais.

 

 

Os concentrados podem ser bons aliados no processo de desmame?

 

Um concentrado de boa qualidade é fundamental para que as bezerras se desenvolvam melhor. Ele deve ser oferecido à vontade a partir do terceiro dia de vida até o terceiro mês de idade, depois disso, pode ser limitado.

 

Para um melhor aproveitamento do concentrado e para obter os melhores resultados, o concentrado deve estar sempre disponível, limpo e em fácil acesso para as bezerras, outro método, é colocá-lo no fundo do balde de leite, assim o estímulo é ainda maior.

 

Neste período deve-se observar o ganho de peso. Este deve variar em torno de 700 gramas por dia dependendo da raça, porte ou grau de sangue do animal.

 

Vale ressaltar ainda a importância de oferecer água à vontade, desde os primeiros dias de vida, e um concentrado de boa qualidade durante a fase de pré-desmama.

 

Já que esse manejo tem como principal objetivo manter as bezerras bem nutridas para que o rúmen se desenvolva e a desmama precoce possa ser realizada de forma segura.

 

Para isso, é fundamental atentar-se às características destes concentrados oferecidos.

 

 

Quais as principais características de um bom concentrado?

 

Oferecer um bom concentrado às bezerras é primordial para a otimização do processo de desmame. Um concentrado seguro e de boa qualidade deve conter as seguintes características:

 

• Ser palatável, ou seja, ser agradável ao paladar do animal;

• Possuir uma textura grosseira, que estimule, de fato, a ruminação;

• Ter em sua composição alimentos de boa qualidade, como por exemplo: milho, farelo de soja entre outros;

• Ter, ao menos, 18% de proteína de alta qualidade;

• Não possuir adição de ureia;

• Possuir nível de energia de 80% de NDT (Nutrientes Digestíveis Totais) que consiste em um dos modos mais utilizados para expressar a energia dos alimentos para os ruminantes;

• Possuir baixo nível de fibra;

• Suprir as necessidades de vitaminas de acordo com o NRC, um software muito difundido entre os que trabalham com nutrição de ruminantes, para auxiliar na avaliação de dietas de bovinos.

 

Rações com três granulometrias diferentes
A qualidade da ração fornecida para as bezerras é importante para o rápido desenvolvimento

 

Além de ser oferecido à vontade para as bezerras, para que estas alcancem o melhor desempenho, é importante trocar e limpar constantemente os vasilhames para evitar o umedecimento e aparecimento de organismos prejudiciais à saúde das bezerras.

 

Outro ponto crucial é o oferecimento de água. A água é ingerida de acordo com a ingestão dos concentrados, desta forma, deve estar sempre abundante para não correr o risco de a alimentação ser prejudicada.

 

 

Como deve ser o desmame?

 

Bom, após todo o processo de pré-desmama, e a interrupção da dieta líquida as bezerras devem ficar isoladas em sua instalação para garantir sua adaptação. Neste período o produtor deve-se manter atento em como o animal reage e evitar maiores estresses.

 

Quando falamos em estresse, é importante salientar, que a desmama por si só já é um evento bastante estressante para as bezerras, desta forma, é inegável a necessidade de garantir que o animal esteja protegido de outros fatores que possam ocasionar a reação negativa.

 

A recomendação, devido à fragilidade do animal e a falta da total imunidade, é que não se realize outras práticas de manejo neste momento, como a troca de dieta ou vacinas, por exemplo. É importante que o animal permaneça com sua rotina por, pelo menos, 10 dias, até que esteja estabilizado e recebendo todos os nutrientes essenciais.

 

Diante de todos os fatos observados podemos afirmar que um bom rebanho e a boa qualidade do gado leiteiro dependem dos cuidados durante toda a fase de criação das bezerras. Uma boa alimentação e o desmame saudável são fundamentais para se conquistar o máximo desempenho dos animais e obter o retorno almejado pelo produtor.

 

Quer ficar por dentro do meio rural, receber dicas e informações valiosas sobre o mundo do campo? Cadastre-se no MF Rural, o marketplace do Agronegócio! Além de ficar bem informado e por dentro das últimas tendências de mercado também faz negócios e anuncia seus serviços.

 

Qualquer dúvida entre em contato com a gente. Até mais!

 

Post Relacionado