Os desafios na produção de leite no Brasil

Os desafios na produção de leite no Brasil

O leite está presente no dia a dia de milhões de brasileiros, porém, o setor passou por um certo período de estagnação e voltou a crescer nos últimos anos.

A produção de leite tem uma grande importância no agronegócio brasileiro e também na pecuária, afinal de contas, o setor emprega mais de dois milhões de pessoas.

Nas últimas décadas, a produção vem crescendo ano a ano para atender a demanda do país. Segundo as estimativas, esse crescimento vai se manter para os próximos anos e, com isso, conquistar o desenvolvimento almejado.

Para que isso seja possível, é preciso que o setor leiteiro enfrente alguns desafios e siga algumas diretrizes para obter o sucesso desejado.

O ponto positivo é que nosso país possui um dos maiores rebanhos leiteiros do mundo e, atualmente, conta com mais de 24 milhões de cabeças de gado. Isso faz o Brasil ser um dos países que mais produz leite por ano.

De acordo com algumas pesquisas, anualmente, o país tem uma quantidade de mais de 36 bilhões de litros de leite produzidos.

Como já citamos, para que a produção seja efetiva, é preciso que o pecuarista de leite enfrente alguns desafios. Isso é necessário para que a sua produtividade esteja sempre crescendo.

Neste artigo, vamos citar quais são as grandes dificuldades a serem ultrapassadas. Veja.

Conheça os desafios

Controle de custo

Em qualquer negócio, o controle de custo é essencial para que se possa entender a lucratividade de forma efetiva. No setor leiteiro, isso não é diferente, pois controlar o custo de produção de leite é de suma importância para garantir a sustentabilidade do empreendimento.

Os produtores independentes têm o controle de custo como uma das maiores dificuldades do setor. Afinal, muitos itens podem fazer toda diferença na hora de calcular o faturamento. São eles: gasto de energia elétrica, preço do combustível, alimentação, despesas com insumos e mão de obra, entre outros.

Ao entender todas as suas despesas, o produtor passa a ter um maior controle sobre qualquer problema que possa surgir. Dessa forma, ele consegue se prevenir e ter soluções para possíveis dificuldades a serem enfrentadas.

Produtividade

O pecuarista precisa entender que cada vaca tem um nível de produtividade diferente, afinal, isso vai depender de uma série de fatores externos e internos.

A forma como esses animais são criados é importante, mas, além disso, é preciso atentar-se a genética, nutrição e manejo deles.

O Brasil está entre os quatro primeiros países no que diz respeito a produção anual, porém, a quantidade de litros produzidos por vaca ainda é considerada baixa.

Muitos outros fatores afetam a produtividade. São eles: custos pra produção, mudança climática, qualidade do produto, etc.

Mudanças no clima

A eficiência produtiva dos animais é diretamente afetada pelas alterações climáticas. Sendo assim, trata-se de uma preocupação muito relevante.

Temperaturas extremas, seja calor excessivo ou muito frio, podem desencadear um estresse em seu rebanho e isso é muito prejudicial para a qualidade final do leite.

A alta na temperatura pode fazer com que os animais consumam menos alimentos e diminuam os movimentos. Além disso, pode haver problemas hormonais. Um outro ponto negativo é que o ambiente pode se tornar propenso para o desenvolvimento de doenças nas vacas.

Esses fatores acabam trazendo dois problemas: a redução na quantidade de leite produzido e uma qualidade inferior do produto.

Mastite

Além dos problemas anteriores, podemos citar também a mastite. Trata-se de uma inflamação na glândula mamária das vacas; esse problema pode ocorrer por meio da contaminação por bactérias.

Existem duas formas de detecção: a clínica e a subclínica. A primeira é mais visível e de fácil verificação. Já no segundo caso, não há sintomas aparentes, mas pode ser identificada por meio de um exame especializado.

Exame de mastite com teste da caneca do fundo preto
Teste da caneca do fundo preto, realizada para identificação de Mastite clínica

Esse problema vai impossibilitar que o animal produza leite por um determinado período, enquanto estiver em tratamento.

O que fazer para encarar esses desafios?

Reprodução bovina

Para que a sua produção de leite tenha o retorno esperado, é preciso estar atento à qualidade do seu rebanho.

Analise quais raças você pretende ter em sua fazenda e quais são as ideais para um aumento na produtividade. Para o andamento do processo, o segundo passo é a escolha do touro.

A melhor forma é a utilização de inseminação artificial, pois, desse modo, é possível criar uma boa raça sem a necessidade de manter mais um animal na fazenda e custear suas despesas.

Alimentação do gado

Em questões de velocidade, essa etapa tem um retorno mais rápido no que diz respeito ao aumento da produtividade.

O ideal é o gado tenha uma dieta mais completa e nela deve conter: feno, silagem, capim, farelo de soja, farelo de milho, caroço de algodão, entre outros.

Galpão com vacas produtoras de leite se alimentando
Uma alimentação adequada, local limpo e ambiente tranquilo são essenciais para uma boa produção de leite

Para que a produtividade desse gado dure mais tempo, é necessário ter um planejamento da alimentação durante todo o ano.

Manejo

Para que a produção de leite seja bem-feita, é extremamente necessário que haja um manejo de boa qualidade. Isso significa que algumas coisas precisam ser levadas em consideração:

• Não maltratar os animais, isso inclui não bater nem causar nenhum tipo de dano físico;

• Não fazer com que as vacas corram;

• Manter um ambiente tranquilo, ou seja, sem ruídos desnecessários;

• Disponibilizar muita água para o rebanho se mantenha hidratado.

De forma geral, essas práticas permitem que a produção na fazenda tenha resultados em curto prazo.

Essas atitudes ajudam a amenizar o estresse trazido pelo calor excessivo e faz com que os animais apresentem resultados melhores. Afinal, é de conhecimento geral que as vacas têm uma maior produção de leite quando o tempo está mais fresco.

Em resumo, a atividade pecuária de leite é muito complexa e enfrenta desafios diariamente e precisa de atitudes eficientes para lidar com toda concorrência do setor.

Para garantir o sucesso, o produtor precisa ter uma boa gestão do negócio, além de estar atento a todas as tecnologias que podem melhorar sua administração. Seguindo essas dicas, as chances de aumentar sua produtividade são infinitamente maiores.

Leia também: