Os tipos de cebolas e as diferenças entre elas

Os tipos de cebolas e as diferenças entre elas

Quantos tipos de cebolas você conhece? Essa hortaliça, consumida há mais de 4 mil anos, possui ótimas condições de plantio em algumas regiões do país e diferenças sutis que colaboram para o seu uso nas mais diversas receitas.

O fácil desenvolvimento colabora para uma boa produção, desde que a incidência de luz solar seja frequente e diária. Categorizamos 6 tipos de cebolas e as diferenças entre elas para auxiliar na escolha do seu cultivo. Continue lendo para saber mais!

O plantio de cebolas

A cebola, nome popular para Allium cepa, é uma hortaliça que se desenvolve de forma mais eficaz em climas amenos. A maturação do bulbo tem seu desenvolvimento ideal em temperaturas de 20 a 25˚C.

Plantio de cebola
O Brasil é um dos 10 maiores produtores de cebola do mundo. É uma hortaliça produzida principalmente por pequenos produtores.

Atualmente, o maior produtor nacional é o Estado de Santa Catarina, com uma colheita de 114 mil toneladas, em 2018. A região Nordeste do país também se destaca, embora as altas temperaturas antecipem a bulbificação, o que pode prejudicar a qualidade do produto.

Leia também nossa matéria sobre como plantar alho.

Os tipos de cebolas e as diferenças entre elas

Neste artigo, iremos citar os 6 tipos de cebolas mais comuns:

  • Pera ou amarela
  • Pérola
  • Branca
  • Roxa
  • Chalotas
  • Doce ou Vidalia

Cebola pera ou amarela

As cebolas mais encontradas nos supermercados e mesa dos brasileiros é a pera, também conhecida como amarela. Esta cebola possui um sabor mais ácido, sendo geralmente apreciada em refogados ou frituras.

Cebolas amarelas. Uma delas cortada ao meio
A cebola amarela é a mais consumida pelos brasileiros. Existem diferenças entre as mais de 50 variedades dessa hortaliça.

São duas safras anuais, permitindo um maior tempo de armazenamento na colheita de inverno, uma vez que a hortaliça apresenta menos água na composição. Em relação aos demais tipos de cebolas, possui menos calorias e casca mais rígida.

Cebola pérola

cebola pérola tem um menor tamanho e sabor mais delicado e doce. É consumida em refogados ou como aperitivo, por ser muito utilizada para conserva.

Cebola branca

cebola branca tem um formato similar à amarela, mas apresenta uma casca mais esbranquiçada e sabor menos ácido. Em relação aos outros tipos de cebola, esta é a mais suave, podendo ser consumida até mesmo como purê.

Cebola roxa

cebola roxa é muito consumida em seu estado natural, por ser doce e menos ácida. Como o próprio nome indica, possui casca com um tom roxo ou avermelhado característico. Possui mais calorias do que a cebola branca e ainda é timidamente consumida no país.

Cebolas roxas. Uma delas cortada ao meio.
Segundo especialistas, a cebola roxa é boa para o coração porque ajuda a diminuir os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue.

Chalotas

De acidez muito baixa, as chalotas são mais difíceis de serem encontradas no Brasil. O gosto remete à cebola pérola, porém o formato é mais alongado. Não é utilizada em preparos diários e, ao ser cozida, desmancha com facilidade.

A relação entre o fácil cultivo e o alto preço de venda é um atrativo aos produtores. Atualmente, o Nordeste é o maior produtor desse tipo de cebola.

Doce ou Vidalia

Possui formato mais achatado que as demais e o sabor é adocicado. Além disso, apresenta bastante água em sua composição e é indicada, principalmente, para frituras.

No vídeo abaixo, veja qual tipo de cebola é mais saudável:

Fonte: Natureba – Curas Naturais

O cultivo no Brasil

Fora os tipos e diferenças entre as cebolas citadas, é importante ressaltar que o Brasil é um grande produtor, oferecendo cerca de 50 variedades dessa hortaliça para o mercado. A agricultura familiar é a grande responsável por esse número.

Visite nosso site e conheça os anunciantes de cebolas disponíveis no Brasil.

Leia também: Os 3 passos para o cultivo de orgânicos