Galinhas Embrapa 051 garantem boa produção de ovos

Galinhas Embrapa 051 garantem boa produção de ovos

As galinhas Embrapa 051 estão atraindo cada vez mais criadores em todo o país por terem uma ótima produção de ovos de mesa, de casca marrom.

Além disso, essas aves se adaptaram muito bem a sistemas menos intensivos, são rústicas e possuem boa longevidade. É uma boa opção de renda também na agricultura familiar.

Neste artigo, iremos apresentar as características e os cuidados necessários com o propósito de ter um bom resultado com a criação das galinhas Embrapa 051. Boa leitura!

Como surgiram as galinhas Embrapa 051

O Brasil é considerado hoje um dos maiores exportadores de ovos do mundo. De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em 2021 o país vendeu ao mercado exterior 11,3 mil toneladas, um crescimento de 81,5% em relação ao ano anterior.

Mas, não foram apenas as exportações que cresceram. O consumo interno também. Dados da própria ABPA mostram que o consumo per capita de ovos no Brasil cresceu 70% em 10 anos, passando de 148 unidades por habitante (em 2010) para 251 ovos por brasileiro em 2020.

De olho nesse mercado em franca expansão, os criadores brasileiros de galinhas estão expandindo seus negócios. Nesse sentido, a espécie Embrapa 051 tem se tornado uma boa opção ao avicultor que procura boa produção e rusticidade.

Essa galinha poedeira caipira é uma espécie híbrida desenvolvida pela Embrapa Suínos e Aves, a partir de um cruzamento entre as espécies americanas Rhode Island Red com a raça Plymouth Rock Branca, ambas com duplo propósito: produzir ovos e carne.

Uma das raças que deram origem às galinhas Embrapa 051
A galinha americana Rhode Island Red foi utilizada como parental da Embapa 051.

Foram pelo menos dois anos de desenvolvimento, até ser lançada oficialmente, em 2000. O objetivo foi oferecer um pacote genético de linhagem de poedeiras na produção de ovos de casca marrom ou vermelha (como é conhecida em algumas regiões), em sistemas menos intensivos de produção, como colonial e orgânico.

Um detalhe importante: as galinhas Embrapa 051 só devem ser comercializadas por multiplicadores certificados pela Embrapa, já que a empresa não vende essas aves. Por isso, é necessário cobrar a nota fiscal na hora da compra.

Características físicas

As galinhas poedeiras Embrapa 051 têm plumagem marrom intenso, com algumas penas pretas na cauda. Sua produção de ovos inicia-se com 21 semanas de vida, podendo produzir até atingir 90 semanas.

Segundo a Embrapa, essas galinhas chegam a produzir em média 345 ovos por ciclo produtivo, ou seja, quatro vezes mais que a média de 80 ovos de uma galinha caipira comum.

Galinhas da espécie Embrapa 051 ciscando na grama
As galinhas Embrapa 051 são destinadas tanto à produção de ovos como posteriormente para corte.

Como seus parentais, as galinhas Embrapa 051 também possuem duplo propósito, com capacidade na produção de ovos pelas fêmeas e de carne pelos machos.

Aliás, ao final do período de produção de ovos, o peso corporal dessas aves atinge de cerca de 2,4kg, ou seja, com bom aproveitamento ao abate e consumo da carne.

Confira também: Galinhas poedeiras: criação e principais raças.

Cuidados com as galinhas Embrapa 051

Trata-se de uma espécie que necessita de programas de alimentação específicos, bem como manejo, saúde e luz adequados a cada etapa de crescimento e produção.

É importante que a criação de galinhas Embrapa 051 seja feita em granja isolada, sem contato com outros animais, como porcos e outras aves, por exemplo. Isso evita que essas galinhas adquiram doenças. Oferecer controle de temperatura é essencial, já que altas temperaturas ou baixas demais podem causar a morte das aves.

Ademais, piquetes no galinheiro são essenciais, pois por meio deles é possível se movimentar melhor e ter a luz do sol. Isso afeta diretamente a qualidade dos ovos. Essas aves poedeiras podem ser criadas semiconfinadas ou em sistema agroecológico.

Criação de galinhas em sistema de semiconfinamento
Os cuidados com as galinhas Embrapa 051 são relativamente simples, mesmo porque são aves bem resistentes. Foto: Monalisa Leal Pereira/Embrapa.

Adotar medidas de biossegurança é importante com o fim de controlar doenças na criação. Algumas dessas medidas são: higienização das instalações, controle de vetores e destino das carcaças.

As galinhas devem ser vacinadas ainda no incubatório contra a doença de Marek. Doenças como Gumboro, Bronquite infecciosa e Newcastle podem ser evitadas através da vacinação aos 10, 35 e 55 dias de idade. O esquema de vacinação deve atender ao que exige a vigilância sanitária da região em que se localiza a produção.

Alimentação

A ração destinada às galinhas Embrapa 051 deve ser balanceada, de acordo com o que é necessário para cada período da vida da galinha. Isso dará condições favoráveis para o desenvolvimento sadio das aves.

Uma galinha mal nutrida fica propensa a adquirir doenças e, além disso, passa a produzir ovos menores e de qualidade inferior. A ração pode ser misturada com milho ou farelo de soja, assim como restos de hortaliças.

No caso do sistema agroecológico, é preciso fornecer rações adequadas de origem orgânica e produzidas preferencialmente na propriedade, com o aproveitamento de resíduos.

No vídeo abaixo, veja como pequenos agricultores estão obtendo uma renda extra com a criação de galinhas poedeiras Embrapa 051, produzindo ovos coloniais:

Fonte: TV Embrapa.

E então, gostou de saber mais sobre as galinhas poedeiras Embrapa 051? Sugerimos também a leitura do nosso post sobre criação de galinha de angola. Confira!

Post Relacionado