Galinhas poedeiras: criação e principais raças

Galinhas poedeiras: criação e principais raças

Gostaria de iniciar um negócio com galinhas poedeiras e não sabe como? Nesse sentido, o primeiro passo é conhecer as principais raças e identificar a que melhor se adapta à sua região, ao espaço disponível e as necessidades que você possui.

Preparamos esse artigo no sentido de mostrar as principais raças de galinhas poedeiras do mercado, te ajudar nesse processo de escolha, bem como apresentar dicas de como criar essas galinhas.

Então, ao iniciar na produção e venda de ovos, a escolha da raça pode influenciar diretamente nos lucros, tempo de produção e nos gastos de criação que você terá.

Ao conhecer cada raça, você entenderá como elas são e como funciona o processo de manutenção e criação de cada uma delas.

Veja também: Tudo que você precisa saber

Características das galinhas poedeiras

As galinhas poedeiras são aves destinadas à produção de ovos e, quando são voltadas à comercialização, a seleção é bem rigorosa. Isso porque o ovo é um alimento muito rico em vitaminas, proteínas e gorduras.

Para ter uma ideia, o ovo só perde para o leite materno em quantidade de aminoácidos. Portanto, as galinhas poedeiras precisam ser bem preparadas e apresentar características físicas desejadas para postura.

Afinal, normalmente a seleção das galinhas poedeiras ocorre aos sete meses de vida e à medida que as aves se tornam improdutivas, devem ser descartadas, visando evitar prejuízos.

Ovos produzidos por galinhas poedeiras
As galinhas botam um ovo por dia. Em produções comerciais de grande escala, a média pode estar acima dos 300 ovos por galinha/ano.

As galinhas poedeiras podem ser criadas soltas em quintais, terreiros, chácaras, sítios e fazendas. Mas, em se tratando de escala comercial, a criação normalmente ocorre em aviários, no chão de galpões ou em gaiolas coletivas ou individuais.

Como identificar as melhores galinhas poedeiras

As galinhas poedeiras apresentam crista e barbela de uma cor vermelha viva, grandes, elásticas e quentes, quando estão em postura.

Nas galinhas fora da reprodução a crista e barbela são endurecidas, pequenas e com uma cor “mate”.

Quando começam a postura, as galinhas vão perdendo os pigmentos existentes em suas pernas, no seu bico e na sua pele.

Essa perda vai sendo realizada de tal maneira que é possível determinar, com uma certa precisão, há quanto tempo a ave iniciou a sua postura.

Alimentação das galinhas poedeiras

Independente do tipo da linhagem das aves poedeiras, o criador deve optar pelo tipo a ser criada, para comercializar ovos brancos e vermelhos. As poedeiras leves geram ovos brancos, enquanto as pesadas põem ovos vermelhos.

As galinhas poedeiras devem comer 41 gramas de ração por cada ovo que produz. Pelos cálculos, uma ave de 1,6 kg, por exemplo, precisa de 0,0623 kg de alimento por dia. Isso significa 23,25 kg de alimento por ano.

Galinhas poedeiras se alimentando com ração
A alimentação fornecida às galinhas poedeiras é um dos itens principais com o propósito de garantir uma boa produção de ovos.

Vários nutrientes são essenciais ao bom desenvolvimento das galinhas poedeiras, como: o cálcio, fósforo, lisina, proteína e metionina.

Só para exemplificar: se a alimentação for feita de forma inadequada, podem ocorrer muitos prejuízos, desde a redução na quantidade de ovos até a parada da produção.

O  professor Dr. Evandro de Abreu Fernandes, da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), por exemplo, realiza há 20 anos pesquisas que mostram as vantagens da utilização do sorgo na alimentação de frangos e galinhas poedeiras.

O sorgo é o quinto cereal mais produzido no mundo, depois do trigo, arroz, milho e cevada. No Brasil ele é adotado na nutrição animal e sua produção aumentou quase dez vezes nos últimos 30 anos.

As galinhas poedeiras têm uma capacidade de ingestão de alimento que é pré-determinada pela linhagem. Entretanto, em função das fases de criação e do ambiente de criação, é preciso ajustar determinados aspectos do plano nutricional.

Principais raças de galinhas poedeiras

Portanto, agora que já conhece um pouco mais sobre as galinhas poedeiras e suas características, vamos apresentar as principais raças para quem pretende iniciar na atividade ou ampliar a produção.

Confira:

Paraíso pedrês

É uma das raças de galinhas poedeiras que possuem facilidade no ganho de peso pois tem uma grande capacidade de produção: cerca de 350 ovos por ano.

Ela pode pesar até 7 kg, sua plumagem tem tons de cinza e amarelo. Não é uma raça natural. Afinal, ela foi obtida com o cruzamento de diversas raças e com melhoria genética de suas características.

Galinha legorne

Essa, sem dúvida, é uma das raças mais famosas e populares de galinhas poedeiras utilizadas no mundo.

Ela tem alta capacidade produtiva: cerca de 300 ovos por ano. Mas é uma raça que necessita de monitoramento contínuo, além de ser criada em confinamento.

Exemplar de galinhas poedeiras da raça legorne
De origem italiana, essas galinhas poedeiras chegam a pesar até dois quilos e meio. Essa raça tem como principal finalidade é a produção de ovos.

Galinha silver-spangled hamburgs

Essa raça possui origem alemã e sua principal utilidade é a produção de ovos, embora seja galinha relativamente pequena, chegando a pesar na fase adulta, cerca de 4 kg.

Galinha da raça silver-spangled hamburgs
As cores mais comuns dessa raça são preta, branca e marrom. A quantidade de penas varia de uma espécie de galinha para outra.

Ela é branca com pintas pretas e a sua capacidade de produção é de 200 a 230 ovos por ano.

Galinha sex link

Essa raça foi criada especificamente para a produção de ovos. Por se tratar de uma raça de natureza híbrida, os resultados podem mudar bastante de acordo com a geração, mas a sua produção de ovos é de até 300 ovos por ano.

Exemplares de galinhas poedeiras da raça sex link
Essa raça de galinhas poedeiras tem plumagem marrom. Trata-se de uma espécie de galinha poedeira hibrida, que perde suas características a cada geração.

A sua plumagem possui tons de marrom e ela pode pesar até 5 kg. Dependendo do método de criação, certamente a produção de ovos pode ser afetada, negativa ou positivamente.

Galinha australorp

Ademais, dentre todas as raças já citadas, a galinha australorp possui a menor capacidade produtiva, e são galinhas relativamente menores.

Galinhas da raça australorp
Originária da Inglaterra, essas galinhas poedeiras da raça australorp possuem a crista serrilhada, as pernas e plumagem negras.

Na fase adulta seu peso médio é de 3 a 4,5 kg e elas são bastante rápidas. Sua plumagem é completamente preta, com crista e face vermelhas.

Galinha new hampshire

Essa raça é a mais utilizada no cruzamento entre espécies, principalmente para a criação de frango para abate. A sua capacidade produtiva é cerca de 220 ovos por ano.

Galinha da raça new hampshire
Essa raça de galinhas poedeiras apresenta cor vermelho claro, pele amarela, crista lisa e produz ovos de cor marrom.

É uma raça pequena, chegando a pesar entre 2,9 e 3,6 kg já na fase adulta. Sua plumagem é avermelhada e a cauda é preta.

Galinha de turken

Essa raça é muito utilizada para cruzamento de espécies no Brasil, mas tem sua origem na Transilvânia.

Popularmente conhecida como “pescoço pelado”, ela não possui penas nessa região, sendo eventualmente uma boa escolha para as regiões mais quentes.

Exemplar de galinha de turken
Apesar de sua aparência altamente incomum, essa raça de galinhas poedeiras não é particularmente conhecida como ave de exposição.

É uma raça de porte pequeno, atingindo o peso entre 2,9 e 3,8 kg. Sua capacidade de produção é de cerca de 180 ovos por ano.

No vídeo abaixo, confira como criar galinhas poedeiras de maneira orgânica. Assim sendo, elas recebem uma ração balanceada, métodos naturais de higiene e saúde e são livres para circular na propriedade:

Fonte: Rio Grande Rural.

Portanto, como mostramos no artigo, a qualidade dos ovos comercializados por uma granja está diretamente ligada na escolha de raças que melhor se adaptam à sua criação.

Depois, é preciso tomar uma série de cuidados com o ambiente e principalmente com a alimentação das galinhas poedeiras.

O que você achou do nosso artigo? Se você gosta ou é criador de galinhas, não deve perder nosso artigo sobre criação de galinha caipira que pode ser uma boa opção de renda. Boa leitura!

Leia também: Como criar codornas e ter sucesso na atividade

Post Relacionado

Comunicação e agronegócio

Comunicação e agronegócio

Em busca de perguntas e respostas certas Em 2019, a Fundação Instituto de Administração (FIA) organizou o evento “Seminário –…