Tabapuã: raça de gado com “DNA” do Brasil

Tabapuã: raça de gado com “DNA” do Brasil

A raça de gado de corte Tabapuã se destaca pela boa musculatura, docilidade, habilidade materna, fertilidade e fácil adaptação. Assim, com essas e outras qualidades, está despertando o interesse de criadores de gado de todo o Brasil.

Entre os raças zebuínas, é a que melhor se adapta à região Sul do país. Aliás, a genética do Tabapuã tem reduzido a mortalidade e aumentado a longevidade dos rebanhos gaúchos, gerando mais lucratividade ao produtor dessa região. Além disso, ela também tem sido utilizada para melhoria do gado europeu.

Neste artigo, vamos apresentar as principais características da raça Tabapuã, que é a primeira considerada genuinamente brasileira. Boa leitura!

Conheça a origem da raça Tabapuã

O “zebu brasileiro”, nome popular da raça Tabapuã, é fruto do cruzamento entre o gado mocho nacional e animais de origem indiana. A história dessa mistura, que de fato deu muito certo, remonta ao começo do século XX, especificamente ao ano de 1907. Começou pelo estado de Goiás, na região de Leopoldo de Bulhões.

Bovinos da raça Tabapuã
O gado da raça Tabapuã também é chamado de “zebu brasileiro”. Ele se adapta bem em todas as regiões do país.

As pessoas mais antigas contam que após o fazendeiro José Gomes Louza importar os animais da Índia, ele vendeu três touros aos irmãos Saliviano e Gabriel.

A dupla, percebendo o bom desempenho desses animais, decidiu cruzá-los com o gado mocho que já tinha em sua fazenda. Assim, deste cruzamento, nasceu a raça Tabapuã.

Reconhecimento da raça

Todavia, foi na década de 40, no município de Tabapuã/SP, que a raça assumiu as características que permanecem até hoje. A partir da década de 1970, essa raça de gado passou a ganhar notoriedade no mercado brasileiro.

Entre as décadas de 70 e 80, o Tabapuã ganhou 80% das pesagens de que participou. Em 1981, foi definitivamente reconhecido como raça, levando o nome de sua “cidade natal”. Trata-se do terceiro neozebuíno a ser formado no mundo, depois do Brahman e do Indubrasil.

Animal da raça tabapuã em um piquete
O gado Tabapuã é um dos principais destaques entre entre as raças zebuínas, com características bastante positivas. Fotos: ABCT.

De acordo com a Associação Brasileira dos Criadores de Tabapuã (ABCT), por ser o primeiro a surgir por meio de um planejamento específico (em relação as outras duas raças citadas acima), é considerada uma das maiores conquistas da zootecnia brasileira dos últimos 100 anos.

Agora, vamos apresentar as principais vantagens de criar essa raça de bovinos.

Características físicas e temperamento

O gado da raça Tabapuã tem pelos finos e macios e não possui chifres. São animais que apresentam uma docilidade natural, o que certamente dá tranquilidade ao pecuarista quanto a segurança de todos os envolvidos no trato no dia a dia.

Animal demonstrando ser dócil com criador
Uma das características do gado Tabapuã é que se trata de um animal dócil, facilitando o seu manejo.

Ademais, essa é uma raça que dificilmente se envolverá em brigas, se adapta bem com o confinamento no cocho e não costuma perder muito peso durante a vacinação.

Adaptabilidade à diversas regiões

Essa raça de gado zebu se adapta muito bem a qualquer tipo de clima, desde as regiões quentes até as mais frias, o que possibilita que seja criado em todas as regiões do Brasil.

Segurança no manejo de animais
Os animais da raça Tabapuã se adaptaram muito bem às diferentes condições do território brasileiro.

No entanto, mesmo o animal sendo bastante resistente a solos difíceis e condições climáticas adversas, é preciso que o criador invista em um bom programa nutricional visando preservar a sua saúde e qualidade, principalmente, se o animal passar longos períodos em pastagens muito secas.

Boa fertilidade da vaca Tabapuã

Ademais, além da habilidade materna, as vacas zebuínas da raça Tabapuã apresentam altos índices de fertilidade, sendo capazes de parir mais de 10 bezerros ao longo da vida.

Elas também se destacam pela capacidade de produzir grande quantidade de leite, até mais que outras raças. Assim, com o bezerro crescendo e se desenvolvendo rápido, haverá precocidade no abate. Aos 120 dias, por exemplo, eles chegam a 118 Kg em média e, na desmama, atingem 200 Kg.

Melhoramento genético da raça Tabapuã

Do cruzamento entre as raças zebu Tabapuã e Nelore, nasceu a raça Tabanel. Estes animais apresentam excelente desempenho genético e têm características inerentes da raça original, como a facilidade em engordar e boa saúde de uma forma geral, pois o gado não costuma adoecer com frequência.

Qualidade genética da raça tabapuã
O melhoramento genético do Tabapuã permitiu o surgimento de novas raças com qualidades ainda maiores.

Outro destaque é o Tabolando, ou seja, cruzamento com o gado holandês e voltado à produção leiteira, sendo animais fortes, dóceis e com melhor desempenho.

Opção como gado de corte

Outra vantagem, que deve ser levada em consideração pelos pecuaristas, é o fato da raça Tabapuã ter um ótimo ganho de peso. Isso proporciona um melhor aproveitamento da carcaça de touros e vacas.

Aliás, estudos feitos na Universidade de Lavras (UFLA), mostram que o Tabapuã acumula grande potencial em rendimento de carcaça chegando a mais de 54% nos lotes pesquisados. Isso sem falar na possibilidade de produzir animais com aptidão tanto a corte como leite.

No vídeo abaixo, confira as características do gado da raça Tabapuã, que, conforme já citamos no artigo, tem como um dos diferenciais a docilidade:

Fonte: Conexão Rural Brasil.

Conclusão

Portanto, como mostramos neste artigo, o gado da raça Tabapuã possui diversas qualidades e vantagens para sua criação.

Em resumo, podemos destacar as seguintes características:

  • Se adapta bem em todas as regiões do país;
  • Ótimo ganho de peso;
  • Docilidade;
  • Habilidade materna;
  • Ótima fertilidade;
  • Melhoramento genético.

E então, gostou de conhecer mais sobre essa raça? Aproveite e confira também nosso artigo que trata das principais raças zebuínas criadas no Brasil.

Post Relacionado