Abelha jataí: guia de criação e produção de mel

Abelha jataí: guia de criação e produção de mel

Abelha jataí é uma opção de atividade que vem se popularizando devido às vantagens sobre as abelhas-africanas e europeias, afinal sobrevive e faz ninhos em vários ambientes, inclusive em meios urbanos.

Aliás, a abelha jataí (Tetragonisca angustula), faz ninho em cavidades como, latas abandonadas, tijolos ou oco de árvores. Ela também produz em ambientes mais arborizados, além de visitar plantas cultivadas em casas e apartamentos.

Essa capacidade superior de adaptação favorece o sucesso evolutivo da abelha jataí. Além de produzir mel de qualidade, esses pequenos insetos polinizam plantas, ajudando a manter a biodiversidade.

O mel da abelha jataí possui propriedades antibióticas e um sabor característico. Os criadores possuem facilidade em manter uma colônia.

Mas, é importante que, para começar a criar abelha jataí, é preciso saber como abelhas produzem mel e como cuidar da sua própria colmeia.

Então, acompanhe este guia até o final.

Características da abelha jataí

Natural do Brasil, podendo ser encontrada do Rio Grande do Sul até o México), são conhecidas cerca de 500 espécies de abelha jataí, incidindo principalmente nos trópicos. Ela possui cor amarelo-ouro e tem corbículas pretas (aparelho coletor onde o pólen é recolhido).

É uma abelha pequena com cerca de 4 a 5 milímetros. Assim como todas as abelhas do tipo meliponinae, não possui ferrão e tem pouca venação nas asas e cerdas.

Abelha jataí  voando
A jataí é uma espécie de abelha nativa sem ferrão de manejo relativamente fácil e ótima para se ter em casa na produção de mel.

Enfim, é uma abelha dócil, sua forma de defesa envolve pequenos beliscões ou grudar cerume quando se sente em perigo.

Logo, é possível criar em locais que são perto de casas e com animais nas proximidades. A vida de uma abelha jataí dura em média 60 a 90 dias.

Cuidados na criação da abelha jataí

Aliás, para falar sobre os cuidados nessa criação, começamos com um detalhe interessante: essa atividade leva o nome de meliponicultura, por se tratar de abelhas sem ferrão. Não deve ser confundida com “apicultura” porque refere-se a criação de abelhas com ferrão.

Dessa maneira, como não possuem ferrão, essas abelhas nativas, dispensam equipamentos sofisticados de proteção individual em sua criação. Além disso, apesar de territorialista com outras espécies, elas são mansas com seres humanos.

Embora as abelhas sejam bem independentes, elas exigem alguns cuidados com o manejo. Isso pode ser feito rapidamente a cada 15 dias, ou mesmo mensalmente para pequenas criações.

Formato do ninho

O ninho da abelha jataí é um disco de células, protegido com resina e cera. Essa mistura é chamada de betume, separando as camadas e protegendo as laterais.

Construído em camadas horizontais e sobrepostas, a sequência de reprodução é as inferiores eclodem enquanto as superiores ainda possuem ovos.

Ninho de jataí em cano de água
O ninho da abelha jataí tem características próprias e podem ser feitos em locais diferentes, até em cano de água.

A abelha jataí cria um pequeno tubo de cera (um canudinho de cerca com 5 mm de diâmetro) na entrada do ninho que pode ser ramificado ou não.

Muitas colmeias possuem o hábito de fechar a entrada do tubo, à noite, com uma película de cera, repleta de furinhos por onde passa o ar que chega ao interior do ninho, com o propósito de dar mais segurança.

Ao redor do tubo é depositada uma resina viscosa que detém intrusos. Essa mesma resina é utilizada pela espécie para a calafetagem do ninho.

A circulação das abelhas é menor quando está frio, úmido e escuro. Elas preferem temperaturas amenas e muita luminosidade. O ambiente ideal para a abelha jataí é 22 °C de temperatura e 25% de umidade.

O ninho dessa espécie ocupa um espaço equivalente ao volume de uma garrafa de dois litros. Por isso, normalmente é usada uma garrafa nesse tamanho, como isca, para capturar um enxame.

É importante lembrar que abelhas armazenam o pólen e o mel em potes de cera de tamanhos semelhantes. Todavia, os potes de mel são mais transparentes que os de pólen.

Como capturar um enxame de abelha jataí

A parte mais importante da implantação de uma colmeia é a captura de um enxame. Assim sendo, você precisa construir uma isca para atrair elas. Dicas para a construção de uma armadilha eficiente:

  • Loção atrativa para abelhas nativas sem ferrão.
  • Garrafa Pet 2L.
  • Saco preto, pode ser de lixo.
  • Braçadeira ou fita adesiva (resistente).
  • Um pedaço de mangueira ou um Joelho de pvc 3/4.
  • Cera de abelha (preferência abelha nativa).
  • Folhas de jornal.
  • Um adesivo ou papel plastificado identificando a isca (em caso de áreas urbanas).
  • Arame ou barbante (resistente).

No vídeo abaixo, o extensionista rural da Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina), Edegar Becker, ensina um jeito prático, fácil e seguro de fazer iscas com o fim de atrair enxames de abelhas sem ferrão:

Fonte: Epagri.

Como fazer a isca

Lave bem e seque a garrafa pet. Coloque a loção atrativa, chacoalhe para espalhar por toda a extensão da garrafa. Retire o excesso, coloque em local fresco para secar. Repita o processo com a loção mais uma vez.

Embrulhe a garrafa com 2 folhas de papel jornal, cobrindo bem. Encaixe a mangueira ou joelho 3/4 na boca da garrafa, certifique que está bem firme.

Em seguida, coloque o saco preto em volta envolvendo bem e mantendo apenas a mangueira ou joelho de fora.

Coloque o adesivo, avisando ser uma isca para abelhas-sem-ferrão, em local visível. Em áreas urbanas o uso de sinalização é obrigatória.

Use a cera para fechar mais a entrada da armadilha com o fim de evitar que outros animais, como aranhas e formigas, possam invadir o ninho.

Como fazer a instalação da isca

Para fazer a instalação da isca, procure um local com árvores grossas, com proteção contra o sol e a chuva. Então, procure ninhos próximos ou observe se há abelhas nas flores próximas ao local.

A ideia é que sua isca fique semelhante a um oco natural de uma árvore. Você pode colocar cascas de árvore, folhas ou fibras de coco em volta da isca, para melhorar o disfarce, se preferir.

Instale a armadilha a 1,5 metros de altura com um arame fino, mas resistente e prefira a região da forquilha da árvore.

É preciso ter um pouco de paciência para capturar a abelha jataí. Se o local de escolha para instalação for bom, espere alguns meses para desistir e trocar de área, caso eventualmente não tenha sucesso.

Decerto, ao capturar uma colônia espere pelo menos 60 dias para transferir da isca para um ninho de madeira permanente.

Instalar armadilhas para abelha jataí é ilegal?

De acordo com a resolução do CONAMA, é permitido a instalação de iscas para obter colônias de abelhas nativas sem ferrão.

De acordo com essa regulamentação, não é preciso pedir autorização para apanhar na natureza até 49 colônias, desde que sejam sem fins comerciais.

Se o objetivo for a comercialização do mel de jataí, será necessário o registro do produto junto aos órgãos de vigilância.

Importância do mel de jataí

O mel de jataí é considerado uma iguaria, com sabor suave, cor e aromas completamente diferenciados. É fino, suave, levemente azedinho, que o difere do mel produzido por outras espécies de abelhas. Quem não conhece e experimenta a primeira vez, fica encantado com o seu sabor.

Produção de mel em colmeia
O mel de Jataí é muito usado na medicina popular para tratar principalmente problemas de saúde, com ação antibacteriana superior ao mel de abelhas comuns.

De acordo com o extensionista da Emater-DF, Edson Cytrangulo, o produto é procurado principalmente por suas propriedades medicinais, considerado um fortificante e anti-inflamatório, ajudando principalmente a saúde dos olhos (tratamento contra glaucoma e catarata), bem como atua na cicatrização de feridas.

A abelha jatai produz em média 1,5 kg de mel por ano em uma colônia saudável. Entretanto, isso é pouco comparado a abelhas comerciais que podem produzir até 50 kg por ano/colônia.

Esse mel é difícil de ser produzido porque as abelhas sem ferrão, como é o caso da jataí, são muito seletivas na busca por néctar, por isso que seu mel tem um sabor diferenciado.

Pelo fato da baixa produção, a demanda não consegue suprir a procura do mercado, encarecendo o preço.

Assim como as outras espécies, a abelha jataí produz, própolis, cera e pólen de ótima qualidade.

Porém, com a regulamentação da venda é o aumento da procura o litro desse mel pode valer até 150 reais.

Mel de jataí: Opção de renda para a agricultura familiar

Com baixo custo e alta rentabilidade, decerto a produção de mel das abelhas sem ferrão, como é o caso da jataí, torna-se cada vez mais uma boa alternativa de renda aos agricultores familiares.

Nesse sentido, confira o exemplo do produtor José Nelson Nunes, de Sede Nova, no Noroeste do Rio Grande do Sul, que desde criança lida com a espécie Jataí e, há uma década, passou a comercializar a produção. Confira no vídeo:

Fonte: Rio Grande Rural.

Gostou do nosso guia de como criar uma colônia de abelha jataí?

Por falar em mel, você sabe como ele é produzido pelas abelhas? Temos um post exclusivo sobre este assunto. Boa leitura!!

Post Relacionado