Brangus: conheça a raça e suas características

Brangus: conheça a raça e suas características

A raça de gado Brangus é resultado de um experimento entre o cruzamento do Angus e do Zebu que se adaptou muito bem ao solo brasileiro, por ser resistente às condições de clima e meio-ambiente adversos.

Neste artigo, iremos destacar todas as características do Brangus, uma raça de gado de corte sintética de alta qualidade e que vem atraindo cada vez mais a atenção dos pecuaristas, devido ao seu bom desempenho tanto na criação a pasto como no confinamento. Boa leitura!

Origem da raça Brangus

Como citamos no início do artigo, o Brangus é uma mistura das raças Angus e do Zebu, através de um experimento realizado por técnicos norte-americanos do Departamento de Agricultura de Jeanerette, em 1912, no estado de Louisiana.

O objetivo era chegar a um animal que apresentasse altos índices de produtividade como gado de corte, mesmo criado em diferentes regiões, principalmente tropicais e subtropicais.

Animais da raça brangus em sistema de pastagem
Os animais da raça brangus se adaptaram muito bem no Brasil, podendo ser criados a pasto ou em confinamento.

Mas, não demorou muito para que essa nova raça chamasse a atenção dos brasileiros. Os cruzamentos desses animais começaram a ser feitos na década de 1940 por técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em Bagé/RS.

Primeiramente o resultado do cruzamento foi batizado de raça Ibagé pelos técnicos da época, inclusive com a criação da Associação Brasileira de Ibagé, em janeiro de 1979. Logo depois, passou a ser chamado de “Brangus Ibagé”, em função de ter alcançado o mesmo nível de qualidade do gado americano.

Anos mais tarde, finalmente esses animais passaram a ser chamados apenas de “Brangus”, cuja raça foi homologada pelo Ministério da Agricultura. Aliás, a própria entidade, acompanhando as políticas de globalização e em função do Mercosul, mudou o nome para Associação Brasileira de Brangus, usado até hoje.

Principais características da raça Brangus

A escolha das raças Zebu e Angus, visando o cruzamento industrial, ocorreu com o fim de aproveitar as características da rusticidade do Zebu, com a precocidade e fertilidade do Angus. Geneticamente é formado por 5/8 ou 62.5% de sangue de Angus e 3/8 ou 37.5% de sangue Zebu.

Touros da raça brangus
Os melhoramentos genéticos fazem com que os animais dessa raça sejam muito procurados inclusive na venda de sêmen.

Além disso, a qualidade da carne do Angus também se soma às características gerais do gado da raça Brangus. Ou seja, tudo de bom que as duas raças originais apresentam passaram para o Brangus. Logo, é um ganho enorme à quem opta por ter cabeças da nova raça em seu projeto de pecuária.

O sucesso desses animais foi tanto que hoje possui diversidade de selecionadores dentro de outros países como Argentina, Paraguai, México, Uruguai, Bolívia, Panamá, África do Sul, Canadá, Colômbia e a Austrália.

Características do Brangus:

  • Fertilidade;
  • Habilidade materna;
  • Precocidade;
  • Qualidade e acabamento de carcaça;
  • Rusticidade;
  • Tolerância ao calor;
  • Resistência a parasitas;
  • Longevidade.

Como citamos acima, uma das características dessa raça é sua habilidade materna. A vaca Brangus, é uma mãe extremamente amorosa e protetora do seu bezerro. Assim, fica o alerta: mesmo que seja mansa não hesita ao defender a sua cria.

Habilidade materna de animais
Apesar de serem animais mansos, no que se trata dos bezerros, as vacas Brangus são extremamente protetoras de suas crias.

Outro detalhe interessante é a sua precocidade sexual: em condições de boa alimentação, inicia aos 14 meses e irá gerar um belo bezerro, sadio e sem problemas de saúde. Eles nascem com baixo peso, mas conseguem ganhar peso rapidamente, mesmo nos meses secos, quando algumas raças paralisam o desempenho.

Qualidade da carne

O porte do gado Brangus é médio, com pelo fino e brilhante, com uma coloração negra ou castanha, podendo ainda apresentar algumas pintas brancas na região umbilical.

O boi possui um pequeno cupim entre o pescoço e as espáduas, enquanto que a vaca tem um bom desenvolvimento do úbere e das tetas. Quanto aos novilhos, eles são muito bem aceitos no mercado devido à qualidade de sua carne, bastante marmoreada e com boa distribuição de gordura.

Característica dos animais da raça brangus
Os animais dessa raça podem apresentar colocação castanha ou negra. A qualidade da carne é o destaque.

Além disso, o rendimento da carcaça desses animais chegam a alcançar 60%, o que torna a criação altamente favorável aos produtores e donos de frigoríficos, já que essa carne é disputada em mercados internos e externos.

O Brangus é considerado um dos protagonistas da revolução pecuária no Brasil. Conforme citamos acima, oferece uma carne de excelente qualidade. Confira mais detalhes no vídeo:

Fonte: Associação Brasileira de Brangus.

Adaptação ao solo brasileiro

No Brasil, o Brangus chama a atenção dos pecuaristas porque se adapta muito bem aos sistemas produtivos extensivos ou intensivos em diferentes regiões. Tanto que hoje é criado desde o Rio Grande do Sul até o Pará, onde produz carne de qualidade com muita eficiência.

Portanto, em um país com tantas diversidade de clima como o Brasil, que passa de calor ao frio e sofre com oscilações mesmo dentro de uma mesma estação, isso se torna essencial na criação de gado, mantendo os animais em ótima condição de saúde.

Gado adaptação ao solo brasileiro
Os animais dessa raça se adaptaram bem em praticamente todo o território brasileiro pela sua rusticidade.

Conclusão

Conforme destacamos neste artigo, o Brangus é uma raça que se destaca muito pela sua resistência e também pela qualidade da carne fornecida. Dessa maneira, esses animais estão atraindo cada vez mais a atenção dos pecuaristas não apenas brasileiros, mas também de outros países.

Com o constante melhoramento genético, nos últimos quatro anos, o Brangus cresceu em torno de 20% e já é a terceira raça em venda de sêmen, atrás apenas das “raças mãe”, segundo levantamento da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia).

E então, o que achou do artigo? Gostou de conhecer mais sobre essa raça? Sugerimos então a leitura do nosso artigo sobre a raça Senepol. Aproveite!

Post Relacionado