Cacau: conheça tudo sobre esse fruto mundial

Cacau: conheça tudo sobre esse fruto mundial

Ao falar sobre o cacau logo vem à mente aquele gosto de chocolate que todos nós conhecemos e a grande maioria aprecia.

Todavia, esse fruto e seus derivados representam mais para o Brasil do que um simples alimento. É um mercado que, através da produção principalmente de chocolates, gera milhares de empregos, renda, commodities, mas ao mesmo tempo traz muitos benefícios à nossa saúde.

Atualmente, o país é o sexto maior produtor de cacau, sendo reconhecido mundialmente pela qualidade desse fruto, fator que chama a atenção de muitas nações que estão em busca do produto.

Neste artigo vamos falar sobre esse fruto, o mercado do cacau, plantio, produção brasileira e os seus benefícios para a saúde.

Acesse o MF Rural e conheça os produtos à venda de cacau na sua região.

Cacau, um produto mundial

Não é segredo ninguém: o mundo todo é apaixonado por chocolate! Seja em épocas específicas do ano, como Páscoa, Natal ou no dia a dia. Sempre é possível encontrar pessoas consumindo esse alimento.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), o consumo de chocolate faz parte da vida de 75% da população brasileira para consumo próprio e em forma de presentes.

Destino da exportação brasileira de cacau
Por ser um dos maiores produtores de cacau, o Brasil exporta o produto para diversos países.

Isso tudo faz do nosso país seja o sexto maior mercado consumidor de chocolate do mundo. Para se ter uma ideia, em média, o brasileiro consome por ano 2,8 kg per capita da famosa guloseima. Já na Europa, essa quantidade chega a 7,5 kg por habitante.

Alguns buscam por sabores mais originais, enquanto outros gostam do sabor ao leite. Entretanto, independente do gosto e da forma de tratamento que as sementes recebem, a matéria-prima é a mesma: o cacau.

Origem do cacau

Mas, afinal, qual a origem desse fruto? Segundo arqueólogos equatorianos e franceses, o cacau é originário das cabeceiras do rio Amazonas. É um fruto típico da América Tropical onde, até hoje, é encontrado em estado silvestre, desde o Peru até o México. O fruto já era consumido há 5,5 mil anos.

A época do descobrimento, era cultivado pelos índios, principalmente os Astecas, e os Maias. Os Astecas acreditavam que era um “fruto divino”. Segundo a lenda, o deus Quetzalcóatl presenteou os homens com a semente do cacau para lhes fornecer energia. Seu cultivo era acompanhado de solenes cerimônias religiosas.

Árvore que produz o cacau
O cacau é produzido principalmente em países tropicais, como o Brasil, tendo como principal mercado a fabricação de chocolate.

A produção ocorre principalmente em países que possuem áreas tropicais, ou seja, onde há sol e temperaturas quentes, portanto com produção em todas as épocas do ano.

Hoje, a Costa do Marfim é o maior produtor mundial de cacau, com cerca de 40%. São 1,6 milhões de toneladas exportadas anualmente, principalmente à países em que há uma boa refinação da fruta, mas em que não é possível produzir as sementes.

Características do fruto

O cacau é o fruto do cacaueiro, uma árvore nativa da América Central e do Sul que pode chegar a 20 metros de altura, quando desenvolvida em florestas. Conforme citamos logo acima, é a principal matéria-prima na produção do chocolate.

O cacau tem cores e variedades diferentes, inclusive durante o amadurecimento. Os frutos variam do verde ao roxo e do amarelo ao laranja.

As sementes do cacau são recobertas por uma polpa de cor branca. Embora também seja muito apreciada por seu sabor adocicado, o principal produto comercializado é a semente, que é usada na fabricação do tão famoso e apreciado chocolate.

Mesa com o cacau, mostrando também a polpa e sementes
As sementes do cacau são usadas na fabricação do chocolate. Mas, a polpa desse fruto também é aproveitada.

Entretanto essa não é a única utilização desse fruto. As sementes, além da produção de chocolate, também são usadas para a produção de cacau em pó e manteiga de cacau, sendo essa última empregada também na indústria farmacêutica e cosmética.

A polpa do cacau também é consumida, sendo utilizada na fabricação de geleias, licores, vinho e suco. A casca de cacau é também aproveitada na fabricação de alimentos para o gado,  tanto in natura como na forma de farinha de casca seca ou de silagem, destinada à suínos, aves e até peixes.

Mas, afinal, como o cacau se transforma em chocolate? No vídeo abaixo, vamos mostrar como é feito o processamento da semente desse fruto, ou seja, a verdadeira “fábrica de chocolate”:

Fonte: PUC-Campinas.

Benefícios do cacau

De acordo com a professora de biologia e Mestre em Biodiversidade Vegetal, Vanessa Sardinha dos Santos, engana-se quem pensa que, como produz o chocolate, o cacau está muito relacionado com o ganho de peso. Na verdade, esse fruto apresenta uma série de benefícios à nossa saúde.

A professora cita alguns: sua capacidade antioxidante, anti-inflamatória e cardioprotetora. “No que diz respeito à função cardioprotetora, o cacau se destaca por possuir substâncias que diminuem a agregação de plaquetas, reduzindo, portanto, a formação de coágulos“, observou.

Todavia, a especialista faz um alerta. Ao escolher alimentos produzidos a partir do cacau, o consumidor deve ter atenção ao teor de cacau apresentado, a fim de conseguir aproveitar as propriedades do fruto.

Os produtos mais processados podem ter uma grande quantidade de gordura e açúcares e, desse modo, serem menos benéficos. No que diz respeito ao chocolate, por exemplo, uma escolha mais saudável é optar pelo chocolate 70% cacau em substituição ao chocolate ao leite“, explicou.

Quer saber mais sobre os benefícios do cacau à sua saúde? Acompanhe no vídeo abaixo:

Fonte: Dicas de Saúde Oficial.

Mercado brasileiro de cacau

Por aqui, o nosso país é o único no mundo capaz de produzir, industrializar e consumir o cacau, marcando presença nesse mercado. O Brasil ocupa a sexta colocação no ranking mundial e o maior produtor das Américas.

Com produção de cerca de 4 milhões de toneladas anuais e movimentação de US$ 12 bilhões, a indústria do cacau é responsável por gerar mais de 60 mil empregos diretos e quase 245 mil indiretos.

O plantio de cacau é liderado pelo Pará que usa, principalmente, sistemas agroflorestais, envolvendo principalmente pequenos e médios agricultores. De acordo com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC), em 2020, o Estado produziu 145 mil toneladas do fruto, em cerca de 150 mil hectares de plantio.

A Bahia, que estava no topo desse produção até 2017, também atua como protagonista no setor. Nos últimos cinco anos, calcula-se que a produção cacaueira teve crescimento de 25% no Brasil, totalizando cerca de 193 mil hectares plantados.

Frutos do cacaueiro representando a produção brasileira
No Brasil, o Pará lidera o ranking na produção de cacau ao “desbancar” o Estado da Bahia.

No Brasil, com foco em fortalecer ainda mais a cultura e liderar os rankings mundiais, os pequenos agricultores têm se juntado visando otimizar o cultivo e elevar a produtividade.

As maiores plantações estão concentradas na região Norte e Nordeste do país, mas a região Sul também é conhecida pela industrialização e produção dos chocolates.

É possível imaginar o quanto esse número é capaz de movimentar o mercado do cacau nacional e internacional, não é mesmo?

Pará se destaca na produção

Como dissemos acima em solo nacional, o Pará é o estado que merece destaque. De acordo com os números da CEPLAC, nos próximos três anos, a produção paraense deve aumentar 14%, com acréscimo de 30 mil hectares, consolidando o estado como o maior produtor nacional e contribuindo muito na produção de chocolate no Brasil.

Nesta região, os jovens são ensinados desde cedo a trabalhar com o cacau, seja na plantação ou colheita desse fruto.

Outro fator interessante é que nas áreas em que há presença do fruto, muitas famílias sobrevivem com o plantio e colheita.

Portanto, como mostramos neste post, o cacau é uma importante fonte de renda ao Brasil, principalmente na produção do chocolate e traz muitos benefícios para todos nós.

Aliás, temos outro artigo que fala um pouco mais sobre o cacau e outras frutas nativas brasileiras. Boa leitura!

Post Relacionado