O impacto do clima na produção de milho

O impacto do clima na produção de milho

 

Assim como em outras culturas, o clima pode interferir muito na produção do milho.

 

Esse fator é considerado um dos mais importantes para o desenvolvimento do plantio, em junção do solo e outros elementos edafoclimáticos.

 

Segundo a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), os fatores climáticos que possuem maior influência sobre a cultura são:

 

• precipitação;

• temperatura;

• radiação solar.

 

Apesar de suportar grandes variações climáticas, o milho necessita de calor e umidade suficiente para que a safra produza satisfatoriamente. Caso contrário, há o grande risco de perdas na produtividade.

 

Milho aberto na plantação com sol no fundo
O milho suporta bem as variações climáticas, mas calor e umidade adequada, é garantia de uma boa safra

 

 

Os impactos da mudança climática para a cultura do milho

 

Condições climáticas adversas geram dificuldades para o desenvolvimento do milho, que afetam diretamente o resultado final.

 

O maior erro do produtor é não se atentar ao clima e semear em condições desfavoráveis, fator geralmente responsável por prejuízos.

 

O clima do inverno, por exemplo, que tem como característica temperaturas baixas, pouca chuva e luminosidade, é pouco favorável.

 

Algumas pesquisas compararam híbridos semeados em outubro e em janeiro. Como resultado, a segunda safra apresentou menor concentração de sólidos solúveis no colmo, redução de 50% no movimento dos carboidratos, entre outros aspectos.

 

Tanto o plantio tardio, quanto mudanças climáticas repentinas, podem resultar em maior risco de estresse hídrico na fase de floração, e trazer consequências para o produto final.

 

 

A temperatura no cultivo do milho

 

O clima ideal para o período inicial do desenvolvimento vegetativo do milho é quente e úmido. Estudos mostram que temperaturas abaixo de 10° dificultam a germinação.

 

As temperaturas médias, em torno de 26°, são ideais para o período de florescimento e maturação, enquanto temperaturas abaixo de 15° podem retardar o processo.

 

Quanto à colheita e armazenamento, os invernos secos podem ser facilitadores do processo.

 

 

Luminosidade

 

A quantidade de radiação solar recebida no período de cultivo influencia diretamente no desenvolvimento do milho.

 

Plantação jovem de milho recebendo luz solar
Durante o desenvolvimento da planta a luminosidade recebida influencia totalmente a produção de milho

 

A planta é do grupo C4. A queda de exposição à radiação solar retarda a maturação do grão. Por isso, condições climáticas com menos luz, podem fazer com que o ciclo se estenda, e atrase outros plantios.

 

 

O clima para a safrinha

 

A safrinha é o plantio que ocorre após a colheita principal. Além das possíveis doenças na cultura, seu maior desafio são as condições climáticas desfavoráveis.

 

Se há um atraso na safra anterior, por exemplo, possivelmente trará consequências para o plantio da safrinha, que corre maior risco de ficar exposta a geadas e falta de chuva.

 

As dificuldades dos baixos níveis de luminosidade e temperatura do final do ciclo acarretam grãos de pior qualidade e problemas com a secagem e processamento.

 

 

O cultivo de milho no Brasil

 

O Brasil ocupa a vaga de terceiro maior produtor de milho no mundo.

 

Homem mexendo no milho em cima de carreta após colheita
A produção de milho no Brasil tem grande representatividade no setor agrícola

 

O cultivo desse produto foi, em grande parte, responsável por mudar o sistema produtivo brasileiro. Atualmente, os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul são as regiões que possuem a maior concentração da cultura.

 

Em geral, o clima tropical do Brasil favorece a produção do milho, que já é um dos principais cereais cultivados no país.

 

Gostou deste conteúdo? Acesse nossa revista eletrônica para mais informações.

 

Post Relacionado