A importância de oferecer pastagem de qualidade para o rebanho

A importância de oferecer pastagem de qualidade para o rebanho

Um dos diferenciais do gado brasileiro para os animais do resto do mundo é que não apresenta risco associado à Doença da Vaca Louca. Isso porque a alimentação do rebanho nacional é constituída de pastagem de qualidade.

Além disso, garantem um baixo custo de produção, por ser uma maneira mais barata e simples de oferecer alimento aos animais. Sendo assim, as pastagens possuem um papel de suma importância para a criação de gado.

Acesse nossa página e encontre a semente de forrageira ideal para sua pastagem. São diversos anunciantes de todo Brasil ofertando com preço.

Pastagem de qualidade

Uma pastagem de qualidade é aquela capaz de oferecer aos animais os nutrientes que necessitam para o seu desenvolvimento e atingir seu potencial produtivo, seja a produção de leite ou carne.

Touros guzerá no pasto
A pastagem deve oferecer os nutrientes necessários para o desenvolvimento do gado bovino

Para garantir a boa qualidade do alimento oferecido ao rebanho, é necessário realizar um manejo correto das pastagens.

Manejo de pastagens de qualidade

Manejo das pastagens pode ser entendido como a junção de várias ações que tem como objetivo aumentar a capacidade produtiva dos animais, sem prejudicar o desenvolvimento das forrageiras ou degradar o solo.

Podemos resumir os objetivos no manejo das pastagens de qualidade em:

– Garantir que haja capim de qualidade para ser oferecido ao rebanho durante todo o ano;

– Oferecer alimentação de qualidade em quantidade;

– Evitar a degradação do pasto;

– Proteger o solo.

Por que fazer o manejo das pastagens de qualidade?

Como já dissemos, as pastagens são essenciais para produção e lucratividade do rebanho. Sem um sistema estruturado, os animais podem ficar sem a nutrição necessária durante a época da seca.

Isso irá afetar negativamente a capacidade do gado ganhar peso ou produzir leite e, consequentemente, irá influenciar os ganhos do produtor.

Os animais de corte podem perder peso ou demorar mais tempo para chegar ao ponto de abate. Já a produção do gado leiteiro, irá diminuir.

Vacas leiteiras holandesas pastando
A qualidade do pasto influencia a produção de vacas leiteiras

Como fazer um manejo?

Para que o manejo de pastagens de qualidade seja feito corretamente, é preciso fazer a relação correta entre a quantidade de animais, os períodos de ocupação e o tempo de descanso exigido pelo solo e pelas plantas.

Além disso, deve-se levar em consideração quais são os melhores tipos de forrageiras para determinado solo e para suprir as necessidades nutricionais do rebanho.

Geralmente, o indicador utilizado para mostrar o tempo correto em que os animais podem entrar na área de manejo e sair é o tamanho do capim escolhido. Dessa forma, é oferecida aos animais a melhor relação entre quantidade e qualidade de pastagem.

Tipos de manejo de pastagens de qualidade

Existem duas maneiras de se fazer o manejo das pastagens de qualidade no Brasil: o sistema de locação contínua e locação rotacionada.

No primeiro sistema, o rebanho fica o ano inteiro em uma área determinada. Esse modelo é usado principalmente em pastagens nativas. Entretanto, possui uma taxa menor de produtividade do que o segundo modelo.

No sistema de locação rotacionada, o pasto é dividido em piquetes, de forma que cada pedaço seja usado de cada vez. Assim, o pasto que não está sendo utilizado pode se recuperar adequadamente e produzir uma forragem de qualidade.

Gostou deste artigo? Acesse a MF Magazine e fique por dentro das novidades do campo!