Raças de cavalo mais comuns no Brasil

Raças de cavalo mais comuns no Brasil

 

Cavalos são animais que têm como algumas de suas principais características a força, energia e versatilidade, e no Brasil, como na maioria dos países, são utilizados para as mais diversas funções.

 

Esses animais são úteis em muitas situações, entre elas:

 

– Transporte;

– Montaria;

– Trabalho no campo;

– Corrida;

– Hipismo;

– E até mesmo equoterapia, um tipo de tratamento terapêutico baseado na interação com os equinos.

 

Assim como os cachorros, existem diversas raças de cavalo, com características diferentes que envolvem tamanho, cor, porte e pelagem.

 

Mas além das características físicas, os cavalos, dentro de suas raças, se diferem pela facilidade que possuem para cada função que podem desempenhar.

 

No Brasil, a equinocultura é um setor altamente rentável e existem algumas raças que são mais comuns no país. Saiba quais são lendo nosso artigo até o final e conheça detalhes sobre as raças de cavalos e as habilidades que eles possuem.

 

Aproveite para ler outros artigos sobre o mundo do agronegócio e ficar por dentro de todas as novidades.

 

Leia também: Cavalos têm sentimentos? O que dizem estudos?

 

 

Mangalarga

 

Raça indicada para atividades de lida de fazenda e prática de esportes. O Mangalarga possui tronco e garupa fortes e um temperamento dócil. Também chamado de Mangalarga Paulista.

 

Os seus membros também possuem muita força e seus tendões são bastante nítidos, sendo considerado um bom cavalo para sela e caça.

 

Pode ser encontrado com pelagem:

 

– Alazã;

– Castanha;

– Baia;

– Tordilha;

– Baia;

– Pampa;

– Preta.

 

 

Mangalarga Marchador

 

Essa é uma das raças de cavalos mais fortes encontradas no Brasil e por esse motivo, o animal tem capacidade de percorrer longas distâncias, sem se cansar. Ele possui porte médio e aparência calma, além de pele fina e suave.

 

Vários cavalos da raça Mangalarga Marchador
A raça Mangalarga Marchador é uma das mais fortes encontradas no Brasil

 

Outra característica marcante do Mangalarga Marchador é que tem ótima resistência a parasitas e enfermidades de diversos tipos. Também chamado de Cavalo Mangalarga Mineiro

 

A sua adaptação aos mais variados climas e terrenos é boa, de modo que se adapta bem em estábulos e campos abertos.

 

O temperamento dócil que possui, faz com que o animal seja ideal para montaria e sua força, agilidade e vigor, o torna hábil tanto para realizar lida de gado, quanto atividades de lazer.

 

Pode ser encontrado em várias cores, entre elas cinza, castanho e baio.

 

 

Quarto de Milha

 

Por possuir velocidade, agilidade e muita inteligência, esse é considerado um dos melhores cavalos para competições equestres. Ele possui também a capacidade de fazer paradas bruscas.

 

O seu andamento é trotado e sua musculatura bem desenvolvida, o que faz com que ele seja também muito utilizado em exposições e rodeios.

 

Cavalo Quarto de Milha correndo
O cavalo Quarto de Milha é considerado a raça mais versátil entre todas.

 

O Quatro Milha tem temperamento dócil e é adestrado facilmente, podendo ser utilizado em atividades na fazenda, tanto em trabalhos de força como para transporte.

 

O Quatro Milha é encontrado em uma variedade de cor de pelagem, como alazã, baia, rosilha, tordilha, lobuna, castanha preta e zaina.

 

 

Campolina

 

Aqui temos uma raça de cavalo genuinamente brasileira, com um nome dado em homenagem ao criador de sua variedade, Cassiano Antônio da Silva Campolin.

 

A espécie surgiu da mistura de diversas raças e tem como característica temperamento dócil e facilidade no manejo. Apesar disso, o animal é bastante ativo, sendo indicado para passeio, tração, enduro e lida de gado.

 

Égua da raça Campolina com potro no pasto
O cavalo Campolina é a raça conhecida pelo temperamento dócil e de fácil manejo

 

A maioria dos Cavalos da raça Campolina são na cor banha ou castanha, no entanto, outras cores também podem ser vistas.

 

Cavalo Árabe

 

Algumas das principais características dessa, que é a raça considerada a mais antiga do mundo, é a agilidade e resistência, mas é preciso destacar também que o Cavalo Árabe tem um temperamento forte e costuma ser nervoso.

 

Cavalo da raça Árabe agitado
O cavalo Árabe é uma raça de temperamento forte e agitado.

 

Entre suas principais atividades estão:

 

– Corrida;

– Hipismo;

– Laço;

– Rédeas;

– Lida de gado.

 

Ele possui trote e galope rasteiros e consegue se recuperar bem após um longo e exaustivo dia de trabalho. A sua pelagem pode ser castanha, alazã ou tordilha.

 

 

Puro Sangue Inglês

 

Animal veloz e destemido, sendo um dos mais utilizados para competições de corrida de obstáculos.

 

Pelas habilidades que possui, consegue saltar facilmente obstáculos em média distância e sua enorme capacidade atlética é uma de suas características mais marcantes.

 

Cavalo Puro Sangue Inglês em estrada
O cavalo Puro Sangue Inglês (PSI) possui grande capacidade atlética e por isso é muito utilizado no hipismo

 

O Puro Sangue Inglês possui porte médio para grande e pelagem castanha, alazão ou negra. Seu temperamento é um tanto quanto nervoso e difícil.

 

 

Lusitano

 

Considerado o cavalo de sela mais antigo do mundo, o Lusitano tem porte médio e é originário de Portugal.

 

O animal é dócil, ágil, atlético e robusto, destacando-se na tourada, equitação clássica, tração ligeira e cavalgada.

 

Cavalo Lusitano no pasto
O cavalo Lusitano é o cavalo de sela mais antigo do mundo, muito dócil, ágil e atlético.

 

As cores mais comuns dessa raça de cavalo são castanha e tordilha. No entanto, podem ser encontrados com pelagem alazã, palomina, baio ou preta.

 

 

Andaluz

 

O Andaluz é o cavalo de sela mais antigo do Ocidente e no Brasil se destaca como animal de montaria, demonstrando muito elegância na marcha.

 

O seu bom temperamento e beleza diferenciada são algumas de suas marcas e, apesar de não ser muito veloz, é ágil, forte e resistente.

 

Por sua versatilidade pode ser treinado para salto, alta escola, adestramento clássico e tração ligeira. Possui pelagem alazã, tordilha, castanha, baia, preta ou pampa.

 

Égua Andaluz tordilha num campo
O cavalo Andaluz é bem versátil, apesar de não ser veloz, forte e resistente, essa raça tem bom temperamento e beleza.

 

Agora que você conheceu um pouco mais sobre as raças de cavalos mais comuns no Brasil, vai ficar mais fácil escolher a mais indicada para suas necessidades.

 

Se você ainda tiver dúvidas, é importante consultar a opinião de criadores de cavalos que poderão lhe auxiliar para que você não erre na escolha.

 

É importante considerar que as características descritas para cada raça são aspectos comuns a cada uma. Entretanto, pode acontecer de um animal fugir do padrão e apresentar uma personalidade ou estrutura diferente das definições de sua raça.

 

Para reduzir ainda mais as chances de erros e arrependimentos, uma alternativa é visitar os criadores, colher muitas informações sobre o animal e ter o máximo de experiência possível com o ele antes de fechar o negócio.

 

Se sua intenção não era adquirir um cavalo, ainda assim certamente valeu a pena poder conhecer um pouco mais sobre o universo tão interessante e rico da equinocultura.

 

Acesse nosso site para mais assuntos como esse e aproveite para conhecer os melhores produtos disponíveis para a criação ou desenvolvimento do seu negócio.

 

Veja mais: Conheça 4 práticas infalíveis para combater o carrapato na propriedade rural

 

Post Relacionado