Como criar peixe pintado – guia passo a passo!

Como criar peixe pintado – guia passo a passo!

O pintado é um dos peixes mais conhecidos no país devido à sua carne branca, saborosa, leve, bem macia e de consistência firme. Além disso, apresenta pouco ou nenhum espinho, sendo uma das mais apreciadas pelos consumidores de proteína de pescado.

A principal característica desse peixe são os seus desenhos arredondados pretos ao longo de sua pele acinzentada, o que levou à essa denominação.

O pintado é um peixe de couro, portanto, não apresenta escamas. Possui barbatanas de cor avermelhada e ferrões em suas nadadeiras laterais e dorsais. Como características de comportamento, é um peixe calmo.

O pintado pode chegar até 1 metro de comprimento, com peso médio de 2,3 quilos, atingido entre um ano e 14 meses, o que determina o momento do abate.

A popularidade do pintado, entre os brasileiros, valoriza a espécie e faz dela uma criação rentável na piscicultura nacional, mesmo para uma atividade comercial que registra custo alto na implantação do empreendimento.

Peixe pintado após ser fisgado por pescador
O pintado é um peixe muito apreciado pelos pescadores brasileiros pela sua carne saborosa.

Portanto, se você deseja investir nessa espécie de peixe e planeja iniciar a criação de pintado, listamos para você o passo a passo do que você precisa para ter sucesso nesse novo empreendimento. Confira!

Preparação do ambiente

Para iniciar o seu negócio, o primeiro passo é preparar a estrutura para receber essa espécie de peixe. Para isso, é importante a contratação de um profissional qualificado e especialista na área para te auxiliar nos detalhes.

Um ambiente de clima quente é o ideal para a criação do pintado, embora consiga se adaptar a diferentes temperaturas. Em águas frias até 10 ºC, porém, a tolerância do peixe é por um período determinado.

É importante que não haja muitos peixes em um mesmo local, sendo recomendado o espaço de 10 metros por pintado para que não haja grande disputa por alimento.

É importante comprar alevinos de boa procedência e que sejam adaptados à uma alimentação industrializada.

O tanque ideal para criação de pintado

Os tanques, onde irão ser colocados os alevinos, precisam ser abastecidos com água por meio de tubo pvc, canal de concreto ou através de valas simples.

Além disso, no fundo do tanque é necessário ter um mecanismo de escoamento de água, para que não se acumulem restos de comida e dejetos diversos da criação.

Peixe pintado no fundo de um tanque de criação
A criação de pintado exige cuidados especiais, a começar pela escolha dos tanques, embora seja um peixe que se adapta bem ao ambiente.

A proporção do tanque deve ter, para cada metro de largura, 4 metros de comprimento. Além disso, a profundidade adequada é de 1,5 metro a 2 metros onde ficará a parte mais profunda.

Para analisar a quantidade de peixes a serem colocados no tanque, deve-se levar em consideração o tamanho e o peso que o animal chegará futuramente, respeitando, como dissemos, os 10 metros para cada pintado.

Dica – Para baratear os investimentos iniciais e facilitar a produção de pintado, o ideal são sítios, chácaras ou fazendas com lago e uma área para guardar os equipamentos e a alimentação, já que o pintado é um peixe rústico e tem adaptação rápida ao novo ambiente.

Cuidados necessários

Para evitar que predadores ataquem os seus peixes, alguns cuidados são necessários. De início, instale redes de cobertura para que aves não se aproximem do tanque, principalmente quando ainda estiverem na fase de alevinos ou de pequeno tamanho.

Na hora da alimentação, horários com pouca luz são os mais recomendados, pois o pintado possui hábitos noturnos. Portanto, escolha o início da manhã, o fim da tarde ou mesmo à noite.

Confira nossa matéria sobre as melhores práticas na criação de peixes em tanque rede.

Alimentação equilibrada

Os pintados se alimentam de outros peixes quando estão na natureza. Por isso, precisam de tempo para se habituar a comidas industriais, como ração.

O ideal para o pintado é a ração extrusada que possui vários tamanhos, de acordo com as etapas de vida do peixe. A quantidade fornecida deve ser o suficiente para ser consumida em 15 ou 20 minutos.

Homem com luvas segurando pintado
O pintado é uma espécie de peixe que precisa de uma ração especial, conforme as suas etapas de crescimento. Foto: Associação Brasileira de Criadores de Camarão.

O recomendado é alimentar os peixes três vezes ao dia. A ração escolhida deve ter alto valor nutricional e teor elevado de proteína, para que os peixes cresçam saudáveis.

É importante que a fase de engorda do pintado seja dividida em três etapas, para que não haja o crescimento excessivo de alguns e acabem se tornando peixes dominantes no tanque, pois estes tendem a comer os outros menores, mesmo sendo da mesma espécie.

Processo de reprodução

A reprodução do peixe pintado deve ser assistida por profissionais especialistas da área, tendo em vista que conhecem o processo de desova induzida.

O procedimento da reprodução no pintado é realizado no local de criação, desde que tenha uma infraestrutura adequada, como laboratório com tanques, caixas d’água, incubadoras e matrizes selecionadas.

Além disso, é importante que o profissional utilize hormônios específicos para estimular a procriação do pintado.

Homem segura alevino de pintado com a mão
Para quem está começando na criação do peixe pintado, é preciso estar atento aos alevinos que devem ser comprados de fornecedores especializados.

Para quem está iniciando na criação e no manejo do peixe pintado, o indicado é focar e dedicar-se apenas à fase de engorda com alevinos, comprados de produtores especializados que possuem a estrutura para a realização da técnica.

O transporte de alevinos é muito importante, pois, se feito de maneira inadequada, pode acarretar em morte dos peixes e um grande prejuízo, após meses de trabalho para preparar toda a estrutura.

Por isso, o carregamento dos alevinos deve ser realizado em caixas de transporte com água do tanque de origem dos filhotes, além de estarem em jejum por no mínimo 36 horas.

O pintado pode ser vendido a feirantes, peixarias, centrais de abastecimento, frigoríficos, entre outros canais de distribuição. Vivo, também tem demanda pelos estabelecimentos de pesque-pague.

Para quem gosta de pescaria, uma dica: afinal, qual a diferença entre o pintado e o cachara? Confira no vídeo abaixo:

Fonte: Pescadores do Araguaia.

Gostou desse post? Esperamos ter dado dicas importantes para investir na criação do peixe pintado.

Confira também nosso artigo sobre a criação e cultivo de camarão.