Criação e cultivo de camarão

Criação e cultivo de camarão

 

Carcinicultura, ou seja, criação de camarões, é uma atividade consideravelmente nova, ainda não tão economicamente expressiva no Brasil como a pesca, considerada como altamente rentável ao redor do mundo.

 

No passado, a carcinicultura precisava de grandes espaços para cultivo e, em geral, precisava ser realizada em união com algumas espécies de peixes. Todavia, a larvicultura foi decisiva para melhorar a produção de camarões, sobretudo nos casos de produções de maior escala.

 

Por conta dos avanços tecnológicos relacionados à criação de camarão, é possível afirmar que cerca de 30% do camarão comercializado ao redor do planeta veio de criações próprias.

 

Elaboramos este artigo para que você saiba tudo o que precisa sobre este mercado promissor. Continue a leitura e saiba mais.

 

 

Como funciona?

 

Criação de camarão em cativeiro pode ser realizada tanto com espécies de água doce como de água salgada, o camarão marinho. Trata-se de uma atividade comercial bastante importante, sobretudo para cidades litorâneas, por conta da geração de empregos e renda.

 

A carcinicultura nasceu e está em constante evolução, por conta da demanda crescente ao redor do mundo para a criação de alimentos nutritivos, saudáveis e que possam ser disponibilizados a preços cada vez mais baixos.

 

4 camarões gigantes na mão de homem
Além de saborosos, os camarões são alimentos nutritivos e saudáveis

 

Sendo assim, a atividade beneficia não somente o consumidor, graças ao aumento na demanda e consequente redução nos preços, como também ao pequeno produtor rural que busca ampliar seu leque de atividades.

 

É claro que a atividade não se limita a pequenos produtores: é perfeitamente capaz de adaptar-se a médios e grandes produtores, também, visto ser bastante escalável.

 

 

Vantagens da criação

 

Os preços do camarão costumam ser altos no mercado, o que torna o produto bastante lucrativo. Além disso, o cultivo do camarão é curto, levando cerca de 60 dias.

 

Não é preciso contratar mão de obra especializada para trabalhar em carcinicultura, uma vez que o serviço pode ser executado pelos próprios pescadores manuais da região.

 

Uma das maiores vantagens do cultivo de camarão, além da produtividade aumentada e da criação de empregos, é que se trata de uma atividade ecologicamente sustentável: para que a criação em cativeiro funcione corretamente, é preciso tomar cuidados primorosos com o meio ambiente e com a manutenção do ecossistema utilizado.

 

Portanto, torna-se uma ferramenta poderosa no combate às condições climáticas.

 

Ainda sobre questões climáticas, o Brasil é muito favorável à produção de camarão em cativeiro, por conta da temperatura da água mais elevada durante alguns períodos do ano.

 

É possível realizar o cultivo em chácaras e sítios, desde que a temperatura da água seja mantida a aproximadamente 20 °C, por seis meses consecutivos, pelo menos.

 

 

Produção de camarão

 

É seguro dizer que, se bem executada, a produção em cativeiro de camarão é uma atividade altamente lucrativa e de cultivos de curta duração. No entanto, certos cuidados devem ser tomados antes de iniciar a produção.

 

Primeiramente, é necessário analisar, de maneira técnica, qual é o sistema mais interessante para o cultivo. Esse tipo de cuidado é necessário na carcinicultura, bem como na execução de qualquer outra atividade que envolva criação de animais.

 

Espécies mais cultivadas e comercializadas no Brasil são o Camarão Cinza (Litopenaeusvannamei) e o Camarão da Malásia (Macrobrachium Rosenbergii). Segundo informações do Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o sistema de engorda ou recria dos camarões é, grosso modo, realizado em dois formatos:

 

1. Viveiros escavados em solo natural;

 

2. Lagos e lagoas vizinhos a rios e costas, em regiões pouco acidentadas.

 

Além disso, a carcinicultura pode ser feita:

 

– No mar;

– Em tanques de redes ou comuns;

– Barragens;

– Viveiros.

 

Desde que as condições de solo e de clima sejam rigorosamente obedecidas.

 

Vários tanques rede para criação de camarão
Criação e cultivo em tanque rede

 

A criação de camarão é constituída por três fases:

 

1. Alevinagem. Nome dado a peixes e frutos do mar recém-nascidos, que já absorveram o saco vitelino;

2. Recria;

3. Engorda.

 

Para garantir o máximo de eficiência, é importante que sejam construídas estruturas diferentes para cada fase.

 

Diversas tecnologias foram criadas com o objetivo de tornar a separação cada vez mais eficiente. Por isso, entre em contato com especialistas no assunto para utilizar a solução mais viável para seu negócio.

 

 

Mercado do camarão

 

Ainda segundo o órgão, é importante saber que, inicialmente, sua produção não será focada em resolver grandes demandas, e sim em abastecer comércios locais, como restaurantes, mercados e outros empreendimentos.

 

No entanto, caso a carcinicultura seja levada a sério, pode se tornar a principal fonte de renda do empresário, além de gerar empregos de forma direta e indireta a várias outras pessoas.

 

Apesar de se tratar de um mercado bastante conhecido, ainda há bastante mercado para ser explorado. A criação de camarão em cativeiro certamente modifica os hábitos do brasileiro, o qual tem consumido cada vez mais camarão ao longo dos anos.

 

Camarão fresco no gelo
O consumo de camarão pelo brasileiro ainda é baixo e tende a aumentar

 

Segundo dados do Engepesca, o brasileiro consome cerca de 500 gramas de camarão por ano, enquanto a média mundial é de cerca de um quilo, ou seja, o dobro da média nacional.

 

Além disso, existe a possibilidade de expansão da produção para o mercado exterior, em especial na Europa e na América do Norte.

 

 

Burocracia

 

Por se tratar de uma atividade diretamente ligada ao meio ambiente, é necessário solicitar através do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) o registro de aquicultor.

 

Para isso, é necessário respeitar certas exigências, bem como a licença ambiental para o exercício da atividade, além da outorga do uso de recursos hídricos.

 

 

Desafios

 

Camarão é um produto rapidamente perecível. Sendo assim, é necessário tomar vários cuidados com o transporte, sobretudo quando este for direcionado a longas distâncias.

 

Este é um dos principais motivos pelos quais o produtor deve focar primeiro nos mercados locais: após adquirir confiança e experiência, será possível expandir os negócios para fora.

 

Além disso, é preciso acompanhar de perto a saúde da produção. O crescimento do cultivo do camarão pode causar doenças que, se não forem controladas a tempo, podem comprometer toda a produção.

 

 

Conclusão

 

O camarão é um produto nobre e bem aceito em todo o mundo, possui alto valor nutritivo econômico e ainda possui bastante mercado para ser explorado. Caso os cuidados necessários sejam tomados desde o início, as chances de sucesso serão bem altas.

 

Carcinicultores vendem a sua produção ou produtos para ela no site MF Rural, veja os anúncios neste página ou anuncie também.

 

Leia mais: