Conheça 7 tipos de grama para o seu jardim

Conheça 7 tipos de grama para o seu jardim

A grama possui diferentes tipos e particularidades para atender às necessidades da propriedade ou do jardim, sejam no campo como também na cidade.

A grande maioria é bastante resistente ao pisoteio, sendo utilizada para locais de passagem. Outros tipos de grama são indicadas apenas para ornamentação.

Além disso, há diferenças em relação ao crescimento, tonalidade do verde, resistência ao sol e à sombra, entre outros aspectos.

Assim, neste post iremos apresentar 7 principais variedades de grama, suas características e indicações para o seu jardim. Saiba qual atende melhor ao que você precisa.

Importância da grama

Além de proporcionar uma cobertura densa e homogênea do solo, a grama atua como um controlador da água, principalmente de chuva.

Ela forma uma área que permite a infiltração da água, facilitando a drenagem e evitando enxurradas e o aparecimento de erosões.

Diferentes tipos de grama

Para cada grama há um cuidado específico, como poda, adubo, rega e até mesmo altura que ela deve ficar. Abaixo, confira os 7 tipos de gramas:

1. Grama são carlos (Axonopus compressus)

Também chamada de curitibana, raspim ou sempre verde, a grama são carlos é um dos tipos produzidos no Brasil. É bastante comercializada tanto aqui quanto em outros países.

Suas folhas são largas, lisas e com coloração verde-escuro. Os caules dessa espécie são rastejantes e abundantes, com pouco crescimento para o alto.

Tipos de Grama são carlos
Produzida no Brasil, a grama são carlos também é exportada para outros países. Ela oferece boa cobertura do solo.

Por esse motivo, oferece boa cobertura do solo. No entanto, deve ser plantada em terrenos ricos em matéria orgânica, com PH entre 5 e 6.

A grama são carlos é bastante versátil e se adapta, principalmente, em regiões de clima temperado, subtropical e tropical úmido.

Seu ciclo de vida é longo e se desenvolve muito bem mesmo em espaços com pouca luz. No entanto, como ocorre com todos os tipos de grama, ela não sobrevive à sombra total.

Com relação à manutenção, é recomendada que a cobertura com terra seja feita no inverno, pois é quando há redução no volume de folhas. Isso facilita a limpeza e higienização do gramado.

2. Grama esmeralda (Zoysia japonica)

A grama esmeralda tem esse nome devido à coloração de suas folhas, que apresentam altura e largura medianas e se enraízam com facilidade. Apesar de ser uma espécie relativamente nova no Brasil, já é uma das mais comercializadas.

Afinal, isso ocorre por uma série de fatores, que vão desde o seu baixo custo até sua alta resistência a pisoteios, fácil adaptação climática e boa capacidade de contenção de áreas que podem sofrer erosão.

Terreno com plantio de grama esmeralda
Com verde vivo, a grama esmeralda compõe gramados chamativos e é indicadas para terrenos em desnível.

Essa característica a torna um dos tipos de grama mais indicados para taludes e terrenos em desnível. Além disso, se desenvolve bem em climas quentes, apresentando boa tolerância ao sol e à seca.

Seu crescimento lento facilita a manutenção, fazendo com que as podas sejam menos frequentes.

3. Grama bermuda (Cynodon dactylon)

A grama bermuda ou bermudas chama a atenção pelo seu verde intenso. Ao mesmo tempo que tem uma grande maciez, também tem forte resistência ao pisoteio e grande poder e rapidez de se regenerar mesmo após sofrer desgaste excessivo.

Tipo de grama bermuda
A grama bermuda possui verde intenso e é indicada para locais de grande circulação, como parques.

Portanto, é muito utilizada em locais de grande circulação, como parques, playgrounds, áreas rurais e campos de esporte, como futebol, tênis, pólo e golfe.

Esse tipo de grama se adapta melhor a pleno sol e resiste a altas temperaturas, sobrevivendo a climas de até 40°C. Além disso, o solo deve ser rico em matéria orgânica e sua revitalização pós-plantio deve ser feita com adubo, calcário ou ureia.

Para manter o gramado bonito, deve ser aparado sempre que atingir cerca de 5 centímetros e ser irrigado no mínimo 5 vezes por semana, sempre pela manhã ou ao entardecer.

4. Grama santo agostinho (Stenotaphrum secundatum)

Também conhecida como grama inglesa, tem folhas com aparência rústica, escuras, lisas e com largura e comprimento medianos.

Por ser bastante adaptável à salinidade do solo, é muito cultivada em regiões litorâneas e ambientes de clima subtropical, equatorial e oceânico.

Tipo de grama
A grama santo agostinho não é muito resistente ao pisoteio, mas se adapta bem aos locais com pouca iluminação.

Não é muito resistente ao pisoteio. Sendo assim, seu plantio não é recomendado em áreas de grande circulação, pois o gramado ficará ralo e desuniforme.

Outra característica é sua resistência a pragas e doenças, não sendo necessário um combate intenso. Junto com outros tipos de grama, como a são carlos e a santo agostinho por certo é a que mais apresenta adaptabilidade a áreas com pouca luminosidade.

5. Grama batatais (Paspalum notatum)

A grama batatais ou mato grosso é único entre os tipos de grama que não pode ser cultivado em viveiro. Assim, sua reprodução se dá por rizomas ou sementes.

Suas folhas são longas, volumosas e com tonalidade clara. Ela se desenvolve melhor em locais a pleno sol, com climas tropicais e com baixa umidade relativa do ar.

Detalhes de gramado com plantio da variedade batatais
Com folhas são longas e volumosas, a grama batatais é muito eficiente para evitar a erosão.

Esse tipo de grama tem moderada tolerância à falta de água, o que significa que não há necessidade de irrigação constante, como é o caso da bermuda.

Assim como a esmeralda, a batatais também é muito eficiente para conter o solo e evitar a erosão. Outra vantagem é sua alta resistência ao pisoteio.

Dessa forma, é uma excelente opção para áreas com circulação intensa, inclusive pastagens e áreas públicas.

6. Grama missioneira (Axonpus affinity)

A grama missioneira, argentina ou carpete tem formação rápida, folhas largas e com coloração verde intenso.

É um dos tipos de grama bastante versátil e pode ser cultivado mesmo em regiões frias e com geadas, pois se desenvolve bem também em temperaturas baixas.

Adapta-se bem em locais plenamente ensolarados, mas tolera bem o sombreamento e suporta o encharcamento do solo, desde que seja por curto período.

A escolha do solo para o plantio também não exige muito, podendo ser em terra úmida e até com pouca fertilidade. Nesses casos, a fertilização pode ser feita semestralmente.

Possui alta resistência ao pisoteio e rápida regeneração, e é certamente uma ótima alternativa para jardins, campos de futebol, espaços esportivos e, até mesmo, como pasto permanente para animais.

Confira o trabalho da pesquisa agropecuária que busca multiplicar a grama do tipo missioneira gigante por meio de sementes:

Fonte: Epagri Vídeos.

7. Grama coreana (Zoysia tenuifolia)

Considerada um dos tipos mais bonitos, a grama coreana (ou japonesa) tem folhas bem estreitas, curtas e pontiagudas. Tem aspecto macio e é bastante frágil.

Assim, precisa de um solo rico em nutrientes, irrigações regulares e cuidados especiais para ter um bom desenvolvimento.

Contraditoriamente, desempenha bem o papel de combater ervas daninhas, pois se espalham bem pelo terreno e sufocam as plantas indesejáveis, impedindo seu desenvolvimento.

Área de plantio com grama coreana
Um dos tipos mais lindos de grama, a coreana exige cuidados especiais para um bom desenvolvimento.

Por ter baixa resistência ao pisoteio, só deve ser utilizada em áreas de pouca circulação. Afinal, devido à sua beleza, é a preferida de paisagistas e floricultores na elaboração de projetos ornamentais.

Melhores tipos de grama para comprar?

Agora que você já conhece os principais tipos de grama, ficou mais fácil escolher o que mais atende suas necessidades, não é mesmo?

Dessa maneira, para decidir qual a melhor espécie para o seu caso, atente para a indicação do clima, manutenção e circulação da área onde o gramado será plantado.

Também é fundamental contar com fornecedores idôneos e especializados para entregar grama de qualidade e na quantidade necessária. Então, visite o marketplace MF Rural e fale com nossos anunciantes.

Veja também: Tipos de palmeiras: conheça mais para escolher melhor.

Post Relacionado