Tudo que você precisa saber sobre crédito rural

Tudo que você precisa saber sobre crédito rural

Crédito rural é uma linha de crédito específica para o produtor do campo. Afinal, o agronegócio é um dos principais motores da economia brasileira, sendo responsável por 21% do PIB do país, em 2019.

Por conta disso, existe muito interesse do Governo em garantir que os produtores tenham dinheiro para financiar suas atividades.

Esta é a ideia do crédito rural. Porém, apesar de ser uma opção extremamente popular e vantajosa, existem muitas dúvidas sobre o assunto.

Portanto, este post vai trazer tudo que você precisa saber sobre o crédito rural, e responder todas suas principais dúvidas sobre o assunto.

E depois de ler, se você gostar do conteúdo, confira outros artigos do nosso blog para se manter atualizado com tudo que acontece no agronegócio.

O que é crédito rural?

Como mencionado acima, este é um financiamento destinado a produtores rurais ou cooperativas. O recurso pode ser usado de diversas formas, como:

– Fazer investimentos em tecnologia e outras soluções;

– Expandir as operações;

– Custear a produção;

– Ajudar na venda.

O dado acima da participação do agronegócio no PIB é o motivo pelo qual existe tanto investimento. Nossos maiores parceiros comerciais, os EUA e a China, compram muitos produtos da agropecuária, o que significa que existe uma ligação direta entre o PIB e a produtividade do setor.

Como você bem sabe, o Brasil é um país privilegiado, do ponto de vista do agronegócio. Não somente temos uma grande dimensão, mas também temos um clima bem estável, o que significa que conseguimos produzir bastante pelo mesma área de terra que outros países.

Crédito rural é uma forma de transformar todo este potencial em resultados, afinal, é preciso de investimento para produzir.

Desenho de produtor dando as mãos para banqueiro
Representando 21% do PIB o agronegócio é uma área com muito potencial para receber investimentos

Como funciona o crédito rural?

Crédito rural funciona através da regulamentação e fiscalização de diversas entidades. Por exemplo, o Sistema Nacional de Crédito Rural é a principal entidade controladora. Já quem oferece o crédito, são os bancos e as cooperativas.

Por fim, existe o Manual de Crédito Rural, feito pelo Banco Central do Brasil e que regula a aplicação dos recursos.

Estes recursos, são provenientes de diversas fontes, e tanto a quantidade total, quanto o percentual de cada uma pode variar. Porém, a lista de onde os recursos vem é quase sempre a mesma:

  • Poupança rural;
  • BNDES;
  • Recursos obrigatórios de bancos que são repassados ao crédito rural;
  • Fundo de Defesa da Economia Cafeeira;
  • Recursos livres;
  • Fundos Constitucionais.

Todos estes, combinam para o montante de crédito rural que pode ser solicitado pelos produtores.

Como conseguir crédito rural?

Para conseguir o crédito rural, é preciso cumprir com alguns pré-requisitos. São eles:

  • Definir um cronograma de uso do crédito e reembolso;
  • Respeitar as restrições e recomendações do ZEE, Zoneamento Agroecológico e Ecológico-Econômico;
  • Apresentar um plano, projeto técnico e orçamento para o uso do crédito, com o motivo pelo qual ele é pedido;
  • Localização;
  • Fluxo de reembolso;
  • Capacidade de pagamento;
  • Fiscalização do financiador;

Respeitando estas regras, o recurso é liberado diretamente para os agricultores, ou através de associações deles.

Quanto às condições que envolvem o empréstimo, podem variar. Por exemplo, os juros dependem somente de onde é feito o pedido, o que significa que vale a pena consultar mais de uma instituição.

Já os prazos de pagamento, podem variar bastante, de acordo com a finalidade, o plano de produção e outros fatores. Afinal, não adianta pedir pagamento no próximo mês se a safra leva meses para ser vendida.

Em certos casos, é possível contar com algumas garantias para facilitar as condições de pagamento. Neste caso, são sempre fruto de um acordo entre o produtor e a instituição, mas podem ser um penhor, hipoteca, alienação fiduciária ou aval.

Produtor entregando saco com garantias de pagamento
Algumas garantias podem ser atreladas à obtenção do crédito rural.

Também é importante mencionar os tipos de crédito rural, e que o pode ser feito com ele. Em relação aos tipos, podem ser três.

Corrente é o mais básico, em que o produtor apenas recebe o dinheiro. Já o educativo, além do recurso, também traz um material para orientá-lo. Portanto, este é ideal para quem está começando um agronegócio.

Por fim, o especial é para cooperativas, programas de colonização e reforma agrária.

Já em relação ao uso do crédito, pode fazê-lo de quatro formas:

  • Crédito de custeio agrícola: ajuda a cobrir as despesas agrícolas, desde o plantio até a colheita;
  • Crédito de Investimento: neste caso, você busca comprar bens ou serviços mais duradouros;
  • Crédito de comercialização: cobre despesas de comercialização, como logística;
  • Crédito de industrialização: é destinado a fabricação de produtos.

Quais os objetivos do crédito rural?

Como mencionamos acima, o crédito rural é essencial para movimentar um dos setores mais importantes da economia brasileira. Por isso, tem diversos objetivos.

Por exemplo, é uma linha de crédito que apresenta taxas de juros reduzidas. Os valores cobrados não são altos e ainda podem ser negociados, dependendo da modalidade de crédito.

Em certos casos, pode até ser que ocorra a isenção ou redução de certas tarifas. Já os prazos, também tendem a ser bem tranquilos, de um a dois anos.

Além disso, existem linhas de crédito que são voltadas para um objetivo específico. Como vimos acima, o custeio ou investimento rural são bons exemplos. O Funcafé traz esta modalidade para produtores de café.

Complementando a modalidade de crédito, os valores também são adequados à realidade do produtor. Isso significa que existe uma limitação no crédito rural.

Superficialmente, isso pode parecer uma desvantagem, mas o objetivo é ser uma forma de ajudar os produtores de pequeno ou médio porte.

Por fim, o crédito rural também é uma forma de possibilitar o produtor rural expandir suas operações, aumentando a produção e gerando mais receita.

Qual é a importância do crédito rural?

Ao longo do post, já demos algumas pistas do motivo pelo qual o crédito rural é tão importante. Porém, vamos fechar o conteúdo trazendo uma explicação mais clara do valor desta linha de crédito.

O maior objetivo é, sem dúvida, o fortalecimento deste setor. Com mais recurso disponível, os produtores são incentivados a trazer novos métodos para a produção, buscar soluções mais vantajosas do ponto de vista sustentável e diversas outras ações que contribuem para a evolução do setor. Ou seja, é um grande investimento no futuro.

Outro grande objetivo do crédito rural é ser uma forma de estimular a produção dos pequenos produtores. No caso da agricultura familiar, por exemplo, é questão de geração de renda, e muitas vezes, sobrevivência.

Gostou do artigo? Está interessado em crédito para compra de gado, fazendas, trator ou outros? Visite nossa página com diversas empresas para consultar.