A meteorologia na gestão do agronegócio

A meteorologia na gestão do agronegócio

Sabe-se que os fenômenos da natureza são forças que não podem ser controladas. Porém, graças aos avanços tecnológicos, podem ser previstos com um considerável grau de acerto, e as ações podem ser tomadas de acordo com o que se prevê.

Isso é crucial para o agronegócio, tanto no que diz respeito aos grandes latifúndios, quanto aos pequenos produtores. A seguir, iremos mostrar como a meteorologia pode contribuir para o bom desempenho da sua produção agrícola. Vamos lá?

Conceito de meteorologia

Meteorologia é a ciência que estuda todos os fenômenos atmosféricos da Terra, o que inclui a previsão do tempo e a climatologia. Quando aplicada ao agronegócio, a meteorologia pode ser muito útil no estabelecimento do rendimento agrícola, o balanço energético do ecossistema, entre outras contribuições.

Quais as tecnologias empregadas na meteorologia?

Estações meteorológicas são instrumentos e sensores instalados em locais planos para colher dados que servirão para a análise do tempo e do clima.

Estação meteorológica em funcionamento.
Estações meteorológicas são importantes aliados na gestão do agronegócio.

Assim, além da temperatura do ar, esses equipamentos são capazes de coletar:

  • Direção e a velocidade dos ventos
  • Umidade relativa do ar
  • Radiação solar
  • Regime de chuvas
  • Entre vários outros fatores atmosféricos

1. Detectores de raios

Esses equipamentos são fundamentais para o agronegócio, uma vez que essa atividade é comumente realizada a céu aberto, ambiente de incidência de raios. Assim, uma detecção precoce dos raios pode prevenir problemas tanto com as pessoas envolvidas na atividade, quanto nas criações e plantações.

A atuação dos detectores de raios é baseada na instalação de antenas capazes de detectar mudanças eletromagnéticas na troposfera com uma precisão bastante alta.

2. Uso de satélites

Satélites são sensores bastante sensíveis capazes de detectar variações de temperatura, ainda que pequenas, sendo instalados, comumente, a 800 km de altitude. Eles detectam e monitoram o avanço de queimadas, por exemplo. Estes são grandes aliados da meteorologia.

Satélite na órbita da terra.
Satélites meteorológicos monitoram a Terra em órbita. Detectam, por exemplo variações de temperatura.

3. Radiossondas

São equipamentos empregados principalmente na detecção da direção do vento, da temperatura, pressão e umidade do ambiente.

4. Monitoramento náutico

É utilizado para obter informações climáticas oceânicas.

Como o monitoramento meteorológico pode ser feito?

Dados meteorológicos podem ser obtidos facilmente, por meio de órgãos especializados. Abaixo, listamos algumas das possibilidades que podem ser utilizadas para analisar o tempo:

1. Boletins de tempo

Essa é a forma mais simples de acompanhar as condições meteorológicas, já que os boletins do tempo são amplamente divulgados pelos mais variados veículos da mídia: TV, rádio, internet, jornais entre outros.

Homem acessa informações do tempo pelo notebook.
É possível acompanhar a condição da meteorologia pela internet.

Porém, o ponto negativo dos boletins do tempo é o seu curto alcance, por transmitir informações relativas a curtos espaços de tempo, a previsibilidade necessária para o sucesso do agronegócio fica prejudicada.

2. Uso de alertas

Alguns órgãos públicos, como a Defesa Civil, podem transmitir alertas aos celulares sobre eventos climáticos de grande porte.

3. Previsão de curto prazo

Essas previsões, realizadas com base em cálculos e simulações baseadas em informações atuais da atmosfera, fornecem dados úteis para a tomada de decisões imediatas.

4. Previsão de longo prazo

Tecnologia meteorológica pode ser utilizada para fazer previsões a longo prazo, incluindo informações relativas a várias semanas, meses ou estações inteiras. Assim, é possível planejar safras de anos que ainda virão, a ocorrência de fenômenos naturais de grande porte, como El Niño e La Niña, ou a análise de ocorrência de chuvas em longos períodos do tempo.

Quais as vantagens de fazer monitoramento meteorológico no agronegócio?

1. Evitar prejuízos

Quando se tem controle sobre o comportamento de alguns eventos naturais, tais como o posicionamento do vento e o comportamento da chuva, por exemplo, é possível ter controle sobre atividades fundamentais no agronegócio, tais como a aplicação de pesticidas, a plantação de espécies adequadas ao clima, entre outros.

Chuva ameaçando plantio agrícola
Chuva intensa pode afetar diretamente o agronegócio. Ter uma informação antecipada da meteorologia pode reduzir prejuízos.

É importante ressaltar que o agronegócio é o setor da economia que sofre mais impactos com desastres naturais, daí a extrema importância do estudo da meteorologia.

2. Melhor planejamento

Planejamento estratégico é de extrema importância para o agronegócio. Muitas atividades, como a irrigação, o preparo do solo e a semeadura, por exemplo, só devem ser planejadas e realizadas com base em fatores climáticos.

Além disso, fatores climáticos podem interferir no comportamento do consumidor, o que permite que a produção seja direcionada para os produtos com maior procura.

3. Maior produtividade

Com o planejamento estratégico sendo feito de acordo com as condições climáticas, as ações passam a ser bem executadas e a produtividade aumenta, isso faz com que a meteorologia gere mais lucro para o negócio.

4. Construção de histórico da propriedade agrícola

Controle de fatores climáticos e seu registro adequado, permitem a construção de um histórico dos acontecimentos da propriedade, o que gera um modo de ação padronizado, caso os eventos se repitam.

5. Competitividade

Sabemos que o agronegócio tem se tornado, nos últimos anos, um ambiente bastante competitivo e o diferencial para o bom posicionamento no mercado pode ser o controle e a aplicação de ferramentas tecnológicas para a melhora da produção. Nesse sentido, prever acontecimentos climáticos permite maior crescimento e lucratividade.

Importância do seguro meteorológico

Apesar de eficientes, as ferramentas de previsão e controle climatológico podem não ser suficientes para proteger a produção agropecuária. Um desastre climático repentino, como chuvas mais intensas que o esperado, queda de granizo ou alagamentos, por exemplo, pode destruir o trabalho de anos, colocando em risco, inclusive, a continuidade das atividades naquela propriedade.

Homem mostra granizo com as mãos
Apesar de todos os avanços da meteorologia, fenômenos da natureza, como granizo, prejudicam o agronegócio.

Assim, a adesão a um seguro rural que cubra a sua produção pode fazer muita diferença para seus negócios, uma vez que protege o investimento realizado pelo produtor no plantio, manutenção e colheita da lavoura, reduzindo os riscos da produção agrícola, podendo optar por uma cobertura voltada para a agricultura, para a pecuária, ou até mesmo por um seguro de vida aos envolvidos na produção. É fundamental que o produtor escolha pelo tipo de seguro mais adequado ao perfil do seu negócio.

No vídeo abaixo, veja como funciona uma estação meteorológica:

Fonte: Climatempo Meteorologia.

Conforme vimos, o tempo é um fator crucial para o agronegócio e seu controle é essencial para o sucesso da produção. Assim, saber o que pode acontecer com o clima em médio e longo prazo permite a adoção de medidas que podem salvar o seu negócio, impedindo prejuízos e transtornos.

Quer saber mais sobre o mundo do agronegócio? Nós podemos ajudar! Visite-nos e encontre informações de todos os segmentos agropecuários.

Veja também: