Importância da suplementação para gado de corte a pasto

Importância da suplementação para gado de corte a pasto

O gado de corte é costumeiramente criado de maneira extensiva, ou seja, ao ar livre com consumo à vontade de forragem no pasto. No entanto, nem sempre esse tipo de alimentação é suficiente para o bom desempenho dos animais. É nesse momento que os criadores devem pensar na suplementação como uma medida eficaz para suprir essa necessidade.

Por que suplementar o gado de corte a pasto?

O tipo mais comum de criação de gado de corte é o modelo extensivo em que os animais são criados em uma grande extensão de terra com acesso livre à pastagem. Para que esse tipo de alimentação seja completo é necessário que todas as condições climáticas estejam favoráveis e garantam um pasto de qualidade e sempre abundante. Infelizmente, não é o que acontece.

Gado de corte a pasto em criação extensiva
O gado de corte criado a pasto não recebe todos os nutrientes necessários para seu desenvolvimento rápido.

As secas e outras intempéries causam danos à vegetação que serve de alimento para o gado e fazem com que essa alimentação adquirida no pasto se torne pobre de nutrientes e inadequada, o que impacta diretamente na qualidade e no desempenho do animal de corte.

Em um mercado altamente competitivo, é fundamental que o empresário maximize os seus lucros, reduzindo gastos e desperdícios e aumentando a qualidade do produto que ele oferece. Animais suplementados engordam mais rápido, são mais fortes e podem ser abatidos em menos tempo, garantindo mais lucro ao criador.

A suplementação é indicada não só para os animais de corte, mas também para aqueles destinados à reprodução.

Veja também: Confinamento de gado: confira suas vantagens e desvantagens

Benefícios da suplementação para gado de corte

Conheça algumas vantagens do uso da suplementação a pasto:

  • A suplementação a pasto oferece vitaminas e outros nutrientes necessários à saúde do gado bovino influenciando diretamente no seu desempenho.
  • Animais que ingerem suplementos crescem mais fortes, saudáveis e mais rapidamente o que acelera também o tempo do abate que, por sua vez, se transforma em mais giro de capital.
  • A engorda do gado ocorre de forma natural, sem excessos, uma vez que ele passa a se alimentar de forma equilibrada.
  • O criador não precisa depender exclusivamente da alimentação natural do pasto e nem das boas condições climáticas da natureza.
  • A suplementação diminui o índice de doenças e de mortes dos animais, que geram grandes prejuízos financeiros aos criadores.
  • Também é uma estratégia adotada para medicar os animais necessitados.
Cabeças de gado suplementadas no cocho
São diversas as vantagens da suplementação do gado criado a pasto

Tipos de suplementação

A suplementação a pasto é muito vantajosa para o criador de gado de corte, mas deve ser implementada de maneira correta, de acordo com as características e necessidades de cada animal. Conheça os tipos de suplementações para o gado.

Suplementação mineral

A suplementação mineral visa combater a deficiência de minerais tão comum nos bovinos e que interfere diretamente no crescimento do gado e no funcionamento correto do seu organismo. Outra função dos minerais é aumentar as defesas do sistema imunológico dos animais. Logo, com a suplementação mineral, o gado corre menos risco de adquirir doenças.

Suplemento com ureia

É mais utilizado em tempos de seca quando os animais sofrem com a ausência ou baixa qualidade do pasto. Mais do que engordar o gado, o objetivo principal é fazer com que os animais permaneçam dentro do peso considerado adequado para o período.

A suplementação com ureia deve ser administrada com cuidado, pois o excesso pode provocar intoxicações e até a morte em animais muito debilitados. O consumo desse tipo de suplemento em jejum também não é recomendado pelo mesmo motivo.

Ao suplementar com ureia, nem sempre se obtém todos os benefícios esperados. Alguns animais ainda apresentam perda de peso durante a ingestão do produto, necessitando de suplementos mais completos, com fontes de energia.

Ureia mata? Veja no vídeo abaixo uma explicação completa sobre essa dúvida comum entre muitos criadores, a de que a ureia mata o gado.

Fonte: Prosa de Curral

Suplemento com proteína

É um tipo de suplemento mineral com adição de proteínas de origem vegetal como farelo de soja, milho ou farinha de peixe, por exemplo. A falta de proteína na alimentação do gado impede a fermentação ruminal por completo comprometendo a ingestão da forragem.

Diferente do suplemento com ureia, o suplemento com proteína tem um custo mais alto, porém é usado em menor quantidade com retornos mais expressivos. Ou seja, o suplemento proteico para o gado de corte tem um custo-benefício melhor do que o suplemento com ureia.

Esse tipo de suplemento é bastante indicado para o período menos seco, como durante as chuvas em que as pastagens são mais abundantes. O objetivo é potencializar a alimentação já frequente do animal.

Suplementação energética

Essa suplementação reúne componentes proteicos e energéticos ao mesmo tempo. É uma forma de oferecer mais energia ao animal que apresenta, assim, desempenho máximo em seu desenvolvimento.

A suplementação deve ser adicionada à alimentação do gado de corte de maneira gradativa, até que o animal se acostume com a intervenção e possa, logo que possível, consumir o produto naturalmente.

É comum que, à medida que o gado faça a ingestão da suplementação, o consumo da forragem diminua. Muitas vezes isso acontece devido ao próprio processo de substituição, mas também pela resistência natural do animal.

Gado nelore pastando
Após a suplementação, pode ocorrer uma ingestão menor de forragem no pasto.

Fazendo a suplementação da forma correta

O processo de suplementação é um pouco complexo e exige completo conhecimento das características dos animais que farão a ingestão dos produtos.

Normalmente, o período mais indicado para o uso da suplementação do gado de corte é o período da seca em que a forragem natural do pasto sofre uma queda considerável na composição natural de nutrientes. A falta de proteína, por exemplo, dificulta as diferentes fases de digestão do animal.

No entanto, o uso da suplementação em outras épocas do ano não está descartado. Basta que o pecuarista identifique essa necessidade.

As características do animal também devem ser levadas em consideração. Machos, fêmeas, em reprodução ou não, mais leves ou mais pesados tudo deve ser bem analisado para a escolha correta não só do produto, mas também da quantidade administrada.

Outro ponto importante é a adequação da suplementação à alimentação natural do gado que deve ocorrer de forma equilibrada e conforme a aceitação do animal.

A suplementação deve ser de forma específica, de acordo com o objetivo e as metas estabelecidas pelo criador e as condições geral de alimentação em que o animal está inserido.

A suplementação para gado de corte a pasto é uma medida importante não só para manter o animal saudável em tempos de seca, sabidamente mais desgastante para a pastagem e consequentemente para o animal, mas também para épocas mais molhadas como forma de maximizar a alimentação bovina contribuindo para o seu alto desempenho.

Gostou do assunto abordado? Veja também nosso artigo sobre a alimentação de gado de corte com silagem de milho.

Entre em nosso site e conheça mais sobre o mundo rural e toda a sua diversidade. Confira também os serviços oferecidos pelos anunciantes do site.