Empreendedorismo na fazenda: confira algumas dicas para melhores resultados

Empreendedorismo na fazenda: confira algumas dicas para melhores resultados

Quando falamos em empreender, é muito comum pensar em grandes empresas baseadas na parte urbana de uma cidade. Entretanto, o empreendedorismo vai muito além. Ele está em tudo, inclusive na fazenda.

Assim, da mesma forma que grande parte das empresas na cidade estão atuando com equipes menores e multitarefas, além de contar com um tempo curto para pensar e organizar todos os seus processos e atividades diárias, o empreendedorismo na fazenda também segue da mesma forma.

Nesse sentido, é crucial saber priorizar as atividades mais importantes do dia, bem como reorganizar funções sempre que necessário e fazer um planejamento para períodos específicos do ano, reavaliando sempre quem deve ser responsável por cada tarefa e ajustando o que não estiver de acordo com o planejado.

Em outras palavras, o empreendedorismo na fazenda exige tanta ou até mais organização e planejamento do que empreender em qualquer outra área.

Administrar uma fazenda requer muita paciência e perspectiva sobre todos os processos, especialmente porque se trabalha com a produção de alimentos ou com rebanhos, sendo extremamente importante oferecer a eles as melhores condições e tempo necessário para atingirem o nível esperado.

Então, o que um gestor experiente deve saber para aplicar o melhor tipo de empreendedorismo na fazenda? E quais são os desafios encontrados para aplicar essa gestão?

É sobre isso que este texto se trata, além de trazer 7 dicas de como atingir o melhor resultado no empreendedorismo na fazenda, mas, antes, entenda o significado desse tema. 

Entendendo o que é o empreendedorismo na fazenda

Como já falamos até aqui, a gestão de fazenda exige muita organização e coordenação do gestor, que precisa ter uma visão ampla do negócio e aumentar sua perspectiva sobre todos os processos, fazendo com que tudo corra conforme desejado.

Aplicação de empreendedorismo na fazenda
Com técnicas de empreendedorismo, é possível mudar completamente a gestão de sua fazenda.

Por isso, a gestão deve se preocupar com processos que vão desde a produção dos produtos, a saúde dos animais até com a rentabilidade e lucratividade de cada uma das operações.

Entre as técnicas utilizadas para atingir esse resultado no empreendedorismo na fazenda, estão o monitoramento constante de marcadores de crescimento, a seleção e treinamento de novos colaboradores, a abertura para o uso de novas tecnologias, entre outras.

Além disso, é importante ter em mente que o campo também é afetado diretamente por questões como clima, principalmente no agronegócio, e também questões do mercado financeiro, como a cobrança de impostos e o câmbio.

Por fim, existe toda uma legislação a ser cumprida, que também deve ser de conhecimento do gestor.

Assim como em qualquer outra empresa, o empreendedorismo na fazenda auxilia no controle de custos e despesas, permite que o gestor saiba exatamente quão rentável é o seu negócio, além de ter conhecimento sobre as margens de lucro de seus produtos, tendo mais confiança para alterar algum processo que não esteja de acordo com o esperado.

Para a implantação de técnicas de empreendedorismo na fazenda, o produtor rural conta com apoio técnico. No vídeo abaixo, confira o projeto Sertão Empreendedor, que permitiu o aumento na produtividade, diminuição na carga abusiva dos trabalhos manuais e novos horizontes foram encontrados para o mercado na produção de leite:

Fonte: Sebrae RN.

Empreendedorismo na fazenda: 7 dicas para melhores seus resultados

Depois de todas essas informações, é importante entender, então, quais são as habilidades e características importantes de uma boa gestão na fazenda.

Agora, vamos apresentar as 7 dicas valiosas para melhorar seus resultados em relação ao empreendedorismo na fazenda. Esperamos que, com elas, você consiga atingir o padrão de qualidade que tanto busca.

1. Recolha dados

A primeira dica é, provavelmente, uma das mais importantes, pois diz respeito à informação.

Em qualquer negócio, ter conhecimento é um poder muito valioso que pode oferecer a perspectiva certa e as ferramentas necessárias para fazer mudanças ou melhorar o que já está funcionando.

Assim, mesmo que você conheça sua propriedade com precisão, é muito difícil saber exatamente o que ocorre em todos os processos, principalmente quando falamos em grandes plantações ou rebanhos numerosos.

Por isso, é extremamente importante contar com uma equipe de colaboradores que auxiliem o gestor no registro dessas informações, de preferência de forma digitalizada, reunindo o maior número de dados possíveis em planilhas.

Dessa forma, não apenas você terá os dados para consulta, sempre que quiser, mas também poderá fazer o cruzamento dessas informações, analisando-as e buscando soluções mais acertadas para o que não está funcionando tão bem.

2. Use a tecnologia ao seu favor

A segunda dica está muito relacionada com a primeira, no sentido de que envolve o uso de tecnologias diferentes a favor do empreendedorismo na fazenda.

Ilustração de uma fazenda tecnológica
Uma das dicas para o empreendedorismo dar resultado é usar a tecnologia em sua fazenda.

Não tenha medo de fazer uso desses recursos, mesmo que eles sejam novos. Se você ou seu gestor não tiverem o conhecimento para usá-las, é importante contar com colaboradores que possam administrá-las da melhor forma.

Um ótimo exemplo de tecnologia para o empreendedorismo na fazenda são as pesquisas tecnológicas voltadas ao campo.

Podemos citar, como exemplos, sensores colocados no solo, que enviam informações a respeito da umidade e temperatura do local, drones que permitem uma visão aérea e detalhada da propriedade, máquinas que utilizam GPS para traçar rotas mais inteligentes, maquinário para pulverização, entre outros.

3. Analise suas informações (e faça uso delas)

Complementando as duas primeiras dicas, essa diz respeito à análise das informações que são coletadas no campo.

Ter esses dados é muito importante, mas de nada adianta se o gestor não tiver um sistema de análise eficiente. Por isso, avalie todos os dados que coletar, envolva sua equipe nesse processo e tire conclusões importantes a partir disso.

Em tempos digitais, a escolha mais inteligente é ter as ferramentas certas para fazer do seu negócio o mais rentável possível, aplicando todas as estratégias possíveis de empreendedorismo na fazenda.

4. Estabeleça metas e um plano de ação

Agora que você já entendeu a importância de uma análise de dados eficiente, é o momento de criar um plano de ação para seu negócio e estabelecer metas a serem cumpridas.

O objetivo é tornar sua gestão mais eficiente a cada ano, sempre aprendendo com os erros e melhorando aquilo que já está dando certo.

Quando falamos em empreendedorismo na fazenda, também é importante pensar na sazonalidade natural do campo, as especificidades de cada plantio, a questão do clima, da colheita, da possibilidade de doenças em rebanhos, entre outras questões.

Por isso, tenha em mente um plano de ação para cada uma dessas questões, construindo um fluxo do que fazer caso algo inesperado aconteça.

Além disso, não deixe de criar metas para a fazenda, tanto para a melhoria da gestão quanto para cada um dos colaboradores.

Deixe todas as metas bem claras e envolva sua equipe nesse planejamento, reavaliando-o sempre que for preciso.

5. Seja sustentável

O trabalho no campo é muito ligado à natureza e à vida. É importante sempre ter em mente, portanto, que a natureza está a favor de seu negócio, e que você deve trabalhar a favor dela.

Trator preparando o solo
Cuidar do solo de sua propriedade também é uma das estratégias do empreendedorismo na fazenda.

Por isso, dê preferência às plantas e animais que se adaptam bem à fazenda, cuide de questões como composição do solo da propriedade, preserve o máximo possível das matas ciliares e da fauna e flora local.

Outra dica é manter o solo sempre coberto de matéria orgânica, buscando preservar as melhores condições de vida para os animais e plantas que vivem nesse ambiente.

Todas essas atitudes farão não apenas que você se sinta bem com seu negócio, mas também trarão uma imagem positiva para sua fazenda.

6. Invista nas pessoas

Da mesma forma que em qualquer empresa na cidade, o empreendedorismo na fazenda exige que você tenha as melhores pessoas em sua equipe.

Por isso, é importante identificar as qualidades e habilidades de cada funcionário, designando as funções que mais encaixam com sua personalidade e competência.

Além disso, promover treinamentos para cada área, a fim de aperfeiçoar ainda mais as pessoas que trabalham com você, pode fazer uma diferença imensa na sua produção em um curto tempo.

Funcionários de uma fazenda tocando boiada
Os colaboradores da sua fazenda devem estar sempre bem treinados e motivados para cada tarefa.

Por fim, preocupe-se com a segurança e proteção do seu time de colaboradores, oferecendo a eles todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários e as condições de que necessitam para sua função.

7. Crie uma rotina de comunicação com a equipe

Na administração de qualquer negócio, comunicação é a chave. Quando falamos do empreendedorismo na fazenda, isso é ainda mais valioso.

Por isso, tenha sempre uma comunicação clara com sua equipe, sendo sempre transparente a respeito de suas expectativas e explicando claramente todas as mudanças.

Envolva sua equipe em todos os processos, faça-os sentir parte daquilo, converse e troque ideias com todos.

Por fim, crie uma rotina de comunicação com seus colaboradores, seja em forma de reuniões diárias ou semanais, seja com um sistema de comunicação aberto, que pode ser desenvolvido da forma que o gestor achar melhor.

Mesmo sendo difícil aplicar essa cultura no início, ao longo do tempo ela vai se incorporando ao dia a dia na fazenda, até tornar-se algo natural.

Confira no vídeo abaixo “Negócio Certo Rural” do SEBRAE, um programa gratuito de capacitação em planejamento e administração de pequenos negócios rurais:

Fonte: Sebrae Santa Catarina.

Veja também: Devo fazer o georreferenciamento da propriedade rural?